EDUCAÇÃO DA CRIANÇA DE 0 A 2 ANOS.
 
EDUCAÇÃO DA CRIANÇA DE 0 A 2 ANOS.
 


Este trabalho tem como objetivo trazer um conhecimento maior sobre como se dá o desenvolvimento da criança de 0 a 2 anos e como podemos estimular o aprendizado da mesma. Neste trabalho encontra-se um roteiro com sugestões de atividades para a estimulação do bebê e a rotina. Este tema foi elaborado e desenvolvido baseado na web aulas, aula presencial via telão e apostila citada nas referências. Após a leitura dos materiais, conforme as referências feitas no final deste trabalho, aumentou muito o nosso conhecimento sobre a importância da estimulação das crianças de 0 a 2 anos. Através da apostila módulo 3 de Pedagogia vimos como se dá a construção das estruturas mentais da criança, esta possui inteligência e deve ser desenvolvida. Elaborando o roteiro, com estímulos e rotinas, vimos que há toda uma preocupação com a hora do descanso, do que estimular e atividades adequadas para antes e após o almoço. Concluímos que esta fase é muito complexa, a criança primeiramente age através de reflexos, após uma coordenação passa a experimentar e só assim consegue a representação concreta do objeto.

(Roteiro)

07h30min às 08h30min - Organização das mochilas e das agendas

(neste momento podemos colocar uma música tranquila)

8h30min às 09hs  Troca de fraldas e roupas

(aqui devemos falar com ela sobre seu pezinho, mãozinha...)

09hs às 09h30min  Lanche

(cantar música da hora do lanche) "Meu lanchinho..."

0930min às 10hs  (música mais animada)

(estimular a dança, lateralidade, gosto pela música...)

(espelho, brincar de esconder objetos,bola...).

Por ser antes do almoço pode ser brincadeiras mais agitadas.

10hs às 1030min  Pátio

(túnel - canos da pracinha, balanço...)

1030min às 11hs  Troca de fralda, higiene para almoço

(novamente conversar, cantar e tocar a criança)

11hs  Almoço

11hs às 1130min  Higiene e escovação

(música apropriada de banho ou dentinho)

1130 às 14hs  Soninho

14hs às 1430  Despertar para mamar e trocar fralda

(com música tranquila)

1430min às 1515min  Pátio

(colocar o pé na caixa de areia, tocar uma folha, contar história...)

1515min às 16hs  Lanche ou mamadeira

(cantar música da hora do lanche) "Meu lanchinho..."

A música passa a ser para a criança um referencial, hora de...

16hs às 1630min  Higiene troca de fralda e roupa

1630min às 18hs  brincadeira no tapete

(textura, cor, forma, som,...)

(teatro de fantoche, dedoche, blocos de empilhar...)

Primeiramente o professor deve ter consciência de que as turmas são constituídas de indivíduos por isso é necessário desenvolver práticas avaliativas para conhecer cada criança.

A criança constrói um universo através da exploração, e por isso devemos conhecer o desenvolvimento do bebê para agir de forma que enriqueça o aprendizado do mesmo.

Vimos que a assimilação e a acomodação são responsáveis pela estrutura mental que por sua vez é construída através de esquemas motores e que estes dependem da bagagem hereditária que a criança traz consigo.

A mordida também é um meio da criança explorar o mundo, sem contar que nesta fase são tantas informações e não é fácil lidar com tudo isso, pode ser um meio de reclamar ou se defender.

O bebê começa agindo por reflexo a situações a ele apresentadas como a sucção, visão, audição, fonação e preensão.

Foi-nos colocado que o reflexo moro é quando a criança se sente desequilibrada ou assustada.

Outra curiosidade é que no princípio os objetos aparecem e somem a criança não acompanha o movimento quando este sai do seu campo visual. Aqui é apropriada a brincadeira de esconder certo brinquedo estimulando a percepção.

Quando a criança ainda não se reconhece, um estímulo importante é a brincadeira em frente ao espelho.

Somente no final do 3º mês passa a pegar um objeto conscientemente e por volta de 4 e 8 meses passa a agir sobre o mesmo.

Depois de adquirir certa coordenação consegue derrubar alguns obstáculos, como segurar-se em móveis para ficar em pé e alcançar o objeto almejado.

Com 1 ano e meio o bebê ainda não fala, mas já se expressa através de ritmo e dança, descobre novos meios através da experimentação.

Entre 18 meses e 2 anos já possui a representação da situação e inventa novos meios através da assimilação e passa a agir sobre esta, de forma a resolver o problema.

Vimos que os esquemas são fases de evolução e que o bebê necessita de estímulos, mas também é importante para a sua saúde, a hora do descanso, ou seja, o sono não deve ser perturbado.

Aprendemos dicas, tais como: o gosto da criança pela música, entrar e sair de túneis, sobre a imaginação, como a confecção de brinquedos de sucata nos pode ser útil e que o local para a exploração acima de tudo deve ser seguro.

Após todas estas informações ainda obteremos uma extensão do aprendizado quando colocarmos as mesmas na prática.

 
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Claudia Maurmann
Talvez você goste destes artigos também