Educação Da Coordenação Visomotora
 
Educação Da Coordenação Visomotora
 


Uma criança "normal" trabalha com suas mãos, já as com retardamento motor ou mental, o domínio gradativo de seus movimentos manuais depende em grande parte do ensino que receberá.

Existemcrianças com deficiência, sejam estas do tipo motor, que provocam lentidão, ou intelectual, que inibem a compreensão, não poderão superar os inconvenientes que lhes oferece uma graduação irregular, como prejuízo conseqüente.

Essas crianças há necessidade de conhecer os exercícios visomotores ordenados de acordo com as etapas de desenvolvimento da coordenação dinâmica manual que por sua vez, integra com a coordenação geral.

Já a criança infradotada, na qual encontramos longas etapas de aquisição das relações especiais, integração deficientedo esquema corporal, memória auditiva evisual com escasso desenvolvimento, o exercício destas atividades psicomotoras, que implicam coordenação delicada de movimentos manuais e deeducação psicomotora nos aspectos mencionados.

A criança normal que freqüenta o jardim de infância exercida atividades que estimulam a coordenação motor-oculares e através delas, chegasem dificuldades a obter a precisão necessária para conseguir o domínio do lápis na escrita e a acuidade, napercepção visual, necessária para a aprendizagem da leitura.

A criança de cinco anos normal já adquiriu uma básicaprecisão de movimentosa etapa pré-escolar direta para aaprendizagem intelectual, por meio de exercício da coordenação visomotriz, na criança deficiente esta mesma exercitação constitui uma etapaintermediária que deverá basear-se num prévio controle de movimentos que nesta idade ainda não possui.

Os movimentos associados e a ausência de controle inibitório têm duas causas mais freqüentes que determinam lentidão na conduta manual, há necessidade de se inibir esses movimentos, por conseqüência se leva ao controle inibitório de suas práxis.

Esta educação prévia tem por objetivo nivelar as funções diminuídas e levá-las ao ponto em que possam servir de base para uma exercitação paulatina da coordenação visomotriz

Já temos os esquemas evolutivos da conduta manual e através das idades motrizes, isto nos leva as dificuldades que, em forma progressiva, se apresentação à criança débil mental.

Há todo um esquema para esta progressão.

Os exercícios foram classificados por idades motrizes e as dificuldades que existem, dentro de cada uma delas, em todas as atividades não há predominadas pura, mas, sim oscilações de um a outro caráter.

CARACTERÍSTICA DE COORDENAÇÃO VISOMOTORA E DINÂMICA MANUAL.

Exercitação em picado, recorte a dedo (mosaico), recorte com tesouras, bordado, coloridocom lápis e pincel, desenho, contorno calcado e modelagem.

PICADO COM FUNÇÃO

Esses exercícios são uma tarefa iniciais no exercício da coordenação visomotora, com movimentos precisos de pequena amplitude. Oferece característica particular de que aperfeiçoa com relativa facilidade, o que permite à criança em forma precoce conseguir com maturidade no controle óculo-motor delicado, que servirá de base para futuros exercícios de maior complexidade.

Os movimento de picado com função é importante 1}- o ato preensor, relacionado com a pressão correta do punção. Este instrumento é semelhante ao lápis por sua forma tamanho e tipo de pressão que exige. 2º o picado constitui a atividade em si, requer um básico controle de movimentos, ao mesmo tempo que sua atenção sustentada, pois sem estas condições só se conseguirá a ampla dispersãodos pontos, fora do desenho.

Ambos desempenham papel importanteda aprendizagem, os passos sucessivos desta atividade, que vão desde o picado espontâneo sem demarcação de limites até a linha reta no primeiro grupo,(cinco anos de idade), prosseguindo até atingir a silhueta no segundo grupo (seis anos de idade motora), e termina com a precisão final do picado em estampilha no terceiro grupo (sete anos de idade motora), desenvolvendo gradualmente a manutenção da atenção e o domínio voluntário do movimento, levando a criança a obter precisão num gesto de coordenação delicada, o que se consegue quando perfura corretamente a linha fina que compõe uma silhueta., por isso é considerada uma verdade exercício de inibição e atua como tal sobre a educação da atividade motriz voluntária.

A criança instável, que não modera sua inquietude, não alcança o grau deprecisão necessário para o bom rendimento nesta atividade.

No caso da inibição ou timidez, o picado é superficial e disperso, sendo freqüente que a criança não consiga perfurar o papel.

È necessário se fazer equilibrar tanto a pressão do punção como o ritmodo picado, o que conseguirá com o exercício intensivo e complemento das atividades restantes que correspondem à mesma idade motriz.

O bom desempenho tem que se levar em conta à variedade dos materiais que se utilizam,a coordenação visomotora do picado correto sobre as silhuetas desenhadas., se há hipotonia pode ser utilizado plástico suave, encerrados, couro e outros materiais.

A criança débil mental educável o ensino graduado do picado com punção abrange somente dois anos durante, os quais se consegue estabelecer suas maturidades, chegando à coordenação visomotora delicada sobre o desenho de uma silhueta.

Mosaico

Com esta atividade de iniciação que tem um valor múltiplo

Faz-se necessária como a anterior, movimentos de pequena amplitude porém estes são exclusivamente digitais, intervindo os dedos polegar e indicador. Por esta razão é uma tarefa complementar dos movimentos preensores aperfeiçoados que a criança realiza nos exercícios prévios de manipulação contribuindo assim para a aquisição das dissociações digitais necessárias para a precisão do pequeno gesto.

RECORTE E TESOURA

Já nas etapas de imaturidade intelectual e motriz esta atividade, talvez por depender em grau elevado da maturidade perspectiva, acuidade visual e atenção estabilizada, sinaisdiminuídos nesta etapa e desenvolvimento, seapresenta comoa tarefa mais complexa ao começar o ensino e a que maior dificuldade oferecepara seu aperfeiçoamento posterior.

Essaatividade de complexa integração é de caráter essencialmente dinâmico, com movimentos bimanuais de amplitude variável, que põem em jogo e desenvolvem ao máximo a coordenação visomotriz delicada.

O trabalho diário e sistemático é necessário para conseguir um progresso neste tipo de coordenação.

Nas escolas especiais, com exercitação diárias este período se faz em dois anos escolares de trabalho intensivo e corresponde à etapa dematuração de quatro-seis anos de idade motriz.

Esta complexidade se passa em seis passos- o ato preensor correto, manejo da tesoura sem material algum, corte livre sobre o papel, recorte sobre desenho.

O recorte se pratica paralelamente a todas as atividades já seja que se aperfeiçoam e sejam suplantadas por outras. A dificuldade de seu aperfeiçoamento não é comparável a nenhuma outra atividade, porém uma vez conseguido garante a posterior de destreza em atividades de grande precisão.

BORDADO

Estaatividade de coordenação dinâmica manual que exige movimentos dissociados e põe em jogo, em grau elevado a coordenação visomotora delicada.

Na criança débil mental da etapa de quatro-cinco anos de idademotrizcarece ainda da suficiente destreza no movimento bimanual para iniciar esta atividade, daí que esta deve começar ao nível de seis anos de idade motriz e sendo precedida por toda a exercitação prévia da etapaocular e dinâmica, manual, exercitação necessária para cumprir a nova tarefa.

Uma exercitarão progressiva levará ao bordado de silhuetas simples, e logode contornoscada vez mais irregulares.

A criança gradualmente vai se aperfeiçoando esta nova experiência, ao fim a criança já possui a necessária precisão de movimentos bimanuais e exercitou os mais variados pontos de costura.

CALCADO

Com esta atividade de coordenação visomotriz delicada que exige dissociação manuale certo domínio prévio no manejo do lápis. è uma das tarefas que se inclinam neste caso ao nível de sete anos de idade motriz e não antes.

Este trabalho com o calado abrange duas tarefas com dificuldades e bem diferenciadas : papel transparente e papel carbono ou copiador., Os primeiros exercícios são realizados com papel transparente que tem a finalidade de facilitar ao traçado.

As dificuldades da série serão graduadas, começando pelo simples traçado de linhas retas e curvas em todas as direções.

O calcado é um exercício motor que precede e favorece, em grau máximo o manejo do pincel que vai ser iniciado aos oito anos.

A segunda etapa é o calcado com carbono, o grau de destreza alcançado nesta etapa permite combinar estas exercitações na realização de trabalhos manuais.

DESENHO

Este trabalho com oensino psicomotor do desenho, a criança excepcional tem o carretar de um exercício de grafismo, que ao mesmo tempo, põe em jogo, ao máximo a atuação e a memória visual. Procura-se conseguir o equilíbrio na verticalidade do traçado e habituar a criança desenvolvendo os mecanismos de acuidade necessários, ao cálculo visual dos tamanhos e suas proporções conservando as formas relacionar os traçados entre si.

Assim como em outras construções do conhecimento o desenho passa por diversos etapas.

CONTORNO E COLORIDO COM LÁPIS

O trabalho com o contorno em particular necessita boa dissociação, já que trabalham em movimento ambas as mãos simultaneamente.

Os contornos realizados em diversas etapas buscam a maior integração da criança junto a necessidades especifica.São duas tarefas que põem em jogo em grau elevado a coordenação visomotriz, exigindo grande precisão de movimento bimanuais.

COLORIDO COM PINCEL

Combinando a pintura com contornos diversos a criança chega a dominar plenamente ambas as técnicas e se inicia na educação estética, que impõe o uso harmonioso dascores. Ao chegar a este ponto da exercitação a coordenação manual da criança alcançaram o nível de desenvolvimento correspondente aos nove anos de idade motriz, com um rendimento semelhante nas restantes atividades, visomotrizes, com um rendimento semelhante nas restantes atividades que realizou simultaneamente .

O manejo do pincel com pinturas a base de água, temperas ou aquarelas, cobrindo fundos com movimento amplos, pode em realidade começar muito antes, pois difere pouco, em seu tipo de pressão e seu manejo, do giz com a qual a criança começa exercícios de grafismo ao seis anos motriz.

O filete é o passo final do colorido com pincel e seu êxito aplicação mostra que o adestramento no equilíbrio manual e a inibição do movimento voluntário alcançaram suamaturação, dando como resultado destreza e precisão na tarefa.

MODELAGEM

Faz parte de um dos primeiros exercícios da etapa de maturação, já que nesse período inicial de educação motriz é de grande valor para equilibrar a tonicidade manual.

Há varias graduações que vão desde formas redondas simplesaté a preparação para a cerâmica, passando pelas variações da bolinha.

É uma atividade de coordenação dinâmica na qual se desenvolve com a máxima agudeza a coordenação motor-ocular por meio do jogo de movimentos dígito-palmares, para a confecção das formas básicas, e digitais puraspara a execução dos detalhes e variações.

Há criança com bom quociente intelectual e motor, manifeste um a delicada inclinação por essa tarefa pode servir de etapa preparatória para um futuro artesanato em cerâmica ou atividades afins.

Temos que sempre estimularmos o deficiente mental, questionando sobre os seus erros e buscando soluções para suas potencialidade.

 
Avalie este artigo:
(2 de 5)
8 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Erynat Fernandes
Talvez você goste destes artigos também