Diagnóstico social
 
Diagnóstico social
 


UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL

ANA CRISTINA DA CRUZ SANTOS

GLORIA DE DOURADOS-MS

2012

UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP

        CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

NOME DA ORGANIZAÇÃO

 

(CRAS) CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

 ENDEREÇO COMPLETO: Rua Rio Brilhante

BAIRRO: Centro

 TELEFONE: (67) 3466-2212

 EMAIL: [email protected]

 IDENTIFICAÇÃO DO SUPERVISOR DE CAMPO

NOME DA SUPERVISORA: Luciana Mendonça A gostinho

N° DO CRESS: 2421/21ª Região/ MS

EMAIL: [email protected]

DESCRIÇAO GERAL DE CAMPO 

Histórico da instituição: origem, cultura organizacional, símbolos entre outros:

    O Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) é uma unidade pública estatal responsável pela oferta de serviços continuados de proteção social básica de assistência social às famílias, grupos, indivíduos em seu contexto comunitário, visando à orientação e fortalecimento do convívio-familiar é também “porta de entrada” dos usuários a rede de proteção social básicas do SUAS (Sistema Único da Assistência Social).

Finalidades:

   Tendo como o principal Serviço ofertado, à Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF). Cuja execução é obrigatória e exclusiva de caráter continuado, o mesmo consiste no desenvolvimento por meio de serviços, ações e projetos socioassistenciais que visa fortalecer proteção às famílias, prevenindo o rompimento de vínculos com o propósito de garantir o acesso aos direitos sociais e a prevenção das situações de riscos, objetivando o desenvolvimento da qualidade de vida.

Objetivos:

    A instituição tem o propósito de promover o acompanhamento sócios-assistênciais de famílias em determinados territórios; pontecializar família como unidade de referência fortalecendo vínculos internos e externos de solidariedade; contribuir para     o processo de autonomia emancipação social das famílias, fomentando seu protagonismo; desenvolver ações que envolvam diversos setores com o objetivo de romper o ciclo de reprodução da pobreza entre gerações e atuar de forma preventiva, evitando que as mesmas tenham seus direitos violados, recaindo em situações de risco.

   Demandas atendidas pela instituição:

 

  • Bolsa Família: um programa de transferência direta de renda com condicionalidades, que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. Como forma de garantir o direito humano à alimentação adequada, à educação e à saúde.

 

  • PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil); articula um conjunto de ações visando à retirada de crianças e adolescentes de até 16 anos das práticas de trabalho infantil, exceto na condição de aprendiz a partir de 14 anos, o mesmo compõe o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e tem três eixos básicos: transferência direta de renda a famílias com crianças ou adolescentes em situação de trabalho, serviços de convivência, fortalecimento de vínculos e acompanhamento familiar.

 

  • Projovem: tem por foco o fortalecimento da convivência familiar e comunitária, o retorno dos adolescentes à escola e sua permanência no sistema de ensino. Isso é feito por meio do desenvolvimento de atividades que estimulem a convivência social, a participação cidadã e uma formação geral para o mundo do trabalho.  Constitui-se, estendendo-se também aos jovens em situação de risco pessoal e social, encaminhados pelos serviços de Proteção Social Especial do (SUAS) ou pelos órgãos do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.
  • Beneficio de Prestação Continuada (BPC); é um beneficio da Assistência Social, integrante do (SUAS). Pago pelo governo federal e assegurado por lei, que permite a transferência mensal de um salário mínimo vigente ao idoso, com idade de 65 anos ou mais e à pessoa com deficiência, de qualquer idade, com impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. Em ambos os casos, devem comprovar não possuir meios de prover a própria manutenção, nem tê-la provida por sua família etc.

As principais características da população atendidas pela instituição:

   Destina-se à população que vive em situação de fragilidade decorrente da pobreza, ausência de renda, acesso precário ou nulo aos serviços públicos ou fragilização de vínculos afetivos discriminadas por questões de gênero, idade, etnia, ou por deficiência, visa promover a emancipação social, desenvolvendo a cidadania para cada um dos seus membros.

 A origem do serviço social na instituição:

Deu-se com a implantação do CRAS na no município de gloria de dourados em maio de 2006.

Recursos humanos, financeiros e outros necessários para o alcance dos objetivos da instituição:

O CRAS de Glória de Dourados-ms é um órgão vinculado à Secretaria de Assistência Social e a Prefeitura Municipal.

Parcerias e relações interinstitucionais:

  Tem parceria com o Governo Federal, Estadual e Municipal. 

  Estrutura e funcionamento: número de Assistentes Sociais presentes na instituição, estrutura física disponível, pessoal de apoio etc:

   É Constituída por uma equipe de profissionais capacitados a atender as demandas impostas. É composta por pedagoga que exerce a função de coordenadora do CRAS, uma Assistente Social, uma Psicóloga, uma recepcionista, uma coordenadora do Bolsa família e uma zeladora.

   O corpo físico do CRAS é composto por algumas salas: uma cozinha, uma recepção, dois banheiros e duas varandas. Seu funcionamento é de segunda-feira a sexta-feira das horas 08h00min às 11h00 e das 13h00min à16: 00h.

População atendida: principais características, número de pessoas atendidas direta ou indiretamente:

   No CRAS são atendidas famílias grupos e indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, tendo aproximadamente media de 180 pessoas por mês.

 Objetivo do Serviço Social na instituição:

   O principal objetivo é fazer a prevenção das famílias, em estado de vulnerabilidade social são: a geração de renda para que as mesmas consigam ter uma vida com mais dignidade, visar e garantir direitos e assistência para a população desamparada fazendo isso por meio de políticas sociais de forma organizada e planejada lutando contra os problemas das injustiças que pode afetar os menos favorecidos socialmente.

Conhecimentos específicos necessários para o desenvolvimento da prática profissional na instituição:

   O profissional deve conhecer as legislações vigentes no país e o Código de Ética da Profissão, para assim pode garantir os direitos dos cidadãos. 

Instrumento técnico utilizado pelo Serviço Social:

   O assistente social realiza visitas domiciliares, reuniões, entrevistas, palestras sócio-educativo, projetos sociais como é o caso do projeto fortalecendo famílias, da vila industrial, plantão social, triagens, preenchimento de passe livres e o PPD e BPC.

Desafios perspectivas para o Serviço Social na Instituição:

    O principal desafio é conhecer a realidade do município e nela atuar priorizando as situações de maior vulnerabilidade, dadas a complexidade dos processos sociais de proteção social e a extensão de necessidades e demandas a serem atendidas. Perspectiva Social: o seu foco de atuação surge da emergência da questão social e direciona ao desenvolvimento, por meio de políticas publicas que visam à preservação, defesa e ampliação dos direitos humanos e a justiça social.

 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
41 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Ana Cristina Da Cruz Santos
Talvez você goste destes artigos também