Desenvolvimento embrionário directo em Aves
 
Desenvolvimento embrionário directo em Aves
 


Nos animais que apresentam desenvolvimento directo os indivíduos são, logo a partir do nascimento, muito semelhantes ao estado adulto. Após a fecundação, os ovos postos pela fêmea apresentam-se constituídos por: (1) gema ou vitelo, que fornece os nutrientes necessários para as divisões celulares e para a formação do embrião; (2) embrião, que fica restrito à região da cicatrícula; (3) albúmen ou clara, que protege o embrião, amortecendo as vibrações e os movimentos; (4) casca, de natureza calcária, cujas membranas são permeáveis, permitindo as trocas gasosas; (5) calaza, cordão do albúmen que segura a gema para que esta possa oscilar, qualquer que seja a posição do ovo. Com a progressão do desenvolvimento embrionário verifica-se que a constituição do ovo se vai alterando, apresentando no fim vários anexos embrionários: o córion, a alantóide, a bolsa amniótica ou âmnios e o saco vitelino. Ao longo do desenvolvimento embrionário o embrião vai sofrendo modificações. As aves tentam procurar sempre um local mais quente para aconchegar o ovo.
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
10 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Carlos Santos
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Engenheiro Informatica formado na Universidade da Madeira Simulação seguro automóvel | Directorio de sites | companhias de seguros
Membro desde julho de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: