Como Desenvolver Suas Habilidades?
 
Como Desenvolver Suas Habilidades?
 


Eu faço o que mais gosto e ainda me pagam por isso. Quantas pessoas podem dizer essa frase com convicção? Não muitas, com certeza. Artistas, empreendedores, profissionais liberais, educadores, profissionais que gerenciam suas carreiras, um universo que parece grande, mas não representa nem 20% do mercado de trabalho.

O importante é se perguntar de qual grupo você faz parte. Para estar feliz com a atividade que se exerce é fundamental o uso criativo de seus talentos naturais. Esse processo exige um amplo programa de desenvolvimento de habilidades.

O que são Habilidades?

Para desenvolver habilidades é preciso, antes de tudo, reconhecê-las. E esse é um exercício para o qual não fomos treinados. Toda nossa formação tem foco em deficiências. Na escola sempre reforçaram as matérias nas quais não nos saíamos bem. Há toda uma estrutura de aulas extras, reforços, recuperação, segunda época ou até mesmo reprovação com base em nossas deficiências.

"Toda nossa formação tem foco em nossas deficiências."

Nossos pais tinham uma comunicação mais voltada para o que não deveríamos fazer do que para o que deveríamos. Nós sabíamos que não deveríamos reprovar na escola, que não deveríamos colocar os cotovelos na mesa ou comer com as mãos. A grande maioria das mensagens recebidas na infância estavam voltadas para as proibições. Assim que fomos condicionados por nossas limitações e deficiências.

O que há de perverso nesse sistema é que poucas pessoas sabem reconhecer seus talentos, suas habilidades. O que você faz melhor que todo mundo? Faz sem esforço? Adora fazer? E como utilizar profissionalmente essa habilidade? Essas são perguntas difíceis para quem foi treinado para pensar apenas no que não sabe e não deve fazer.

Provavelmente a habilidade que primeiro precisamos produzir em nossa vida é a capacidade de reposicionar nossa mente. Rever nossa história.

Uma habilidade é um talento desenvolvido. É um potencial no qual você investe, treina, aperfeiçoa, e encontra uma aplicação prática e de reconhecido valor. Sendo assim o talento é à base de nossas habilidades, mas só ganha importância em nossos resultados se existe um investimento planejado para seu desenvolvimento e utilização.

"Um talento só é útil quando se transforma numa habilidade de mercado. Tem que ter liquidez e reconhecido valor."

Não são os talentos que nos diferenciam, mas o uso que fazemos deles. Todas as pessoas são mananciais ricos de talentos, entretanto nem todas conseguem se destacar ou alcançar resultados eficazes de carreira. A diferença esta na gestão destes talentos, no desenvolvimento das habilidades.

Como Desenvolver as Habilidades?

A base para o desenvolvimento de habilidades está na identificação de talentos. Voltar o foco para aquilo que se faz bem, retreinar seus instintos e percepções. Se você é bom em uma matéria ou assunto, investir mais tempo e estudo para o assunto.

Em educação de adultos se fala que a criança vai para escola para aprender e o adulto tem que voltar à escola para desaprender. Isso significa que você terá que mudar suas crenças a respeito de desenvolvimento. Aprender a investir mais naquilo que você já faz bem, no que mais gosta. Ter foco no que deseja, não no quer evitar.

Há muitos métodos disponíveis no mercado para o desenvolvimento de habilidades, entretanto todos eles usam como meio a educação. Mudança de crenças e aprendizagem são as duas maneiras mais efetivas de desenvolver habilidades e garantir uma carreira plena de satisfação.

Autodiagnóstico para Gestão das Habilidades

  1. Quais são os três maiores talentos que possuo?
  1. Quanto esses talentos estão sendo usados em minhas atividades atuais?
  1. Quais os meios possíveis para aplicar mais meus talentos?
  1. Quanto tempo e de que forma invisto no desenvolvimento de meus talentos?
  1. Em que atividades meus talentos seriam melhores reconhecidos?
  1. Que posso fazer para desenvolver novos talentos?

O que Fazemos

  1. Sabemos mais o que não queremos do que aquilo que desejamos;
  1. Repetimos atividades sem refletir;
  1. Desconhecemos nosso potencial;
  1. Desvalorizamos-nos perante o outro o tempo inteiro.

O que Deveríamos Fazer

  1. Focarmos nossa energia na superação de deficiências;
  1. Reconhecer nossos talentos e investir no seu desenvolvimento;
  1. Ter clareza de propósitos e foco voltado para o que mais desejamos;
  1. Aprender algo novo todos os dias e pensar sobre o valor de cada atividade;
  1. Investir fortemente em nosso desenvolvimento, testando os limites de nossa capacidade e ampliando-a;

Como Fazer

  1. Faça uma lista de habilidades que você imagina possuir;
  1. Peça às pessoas ao seu redor, família, amigos, colegas de trabalho, que façam uma lista sobre as habilidades que elas vêem em você;
  1. Compare as listas e verifique os pontos em comum, essas habilidades são seus talentos mais visíveis;
  1. Faça um plano detalhado de investimento nesses talentos;
  1. Invista em novos talentos, volte às listas organizadas por você e por outras pessoas, verifique quais talentos só aparecem uma vez.
  1. Pergunte-se porque você ou alguém escolheu esse talento em especial, investigue as razões e as possibilidades dessa habilidade, observe seu comportamento durante um determinado tempo (uma semana, por exemplo) focando esse talento.
  1. Faça anotações de seu desempenho e pergunte às pessoas que não viram esse talento em você, o que pensam a respeito.
  1. Baseado nesses resultados formate um plano de desenvolvimento de novos talentos onde você acredita ter potencial

Algumas Dicas

Uma habilidade é um patrimônio que precisamos gerenciar com competência. É preciso entender que seu "valor de mercado" depende da qualidade e da relevância de suas habilidades. Assim vale a pena investir em uma avaliação de potencial com uma consultoria competente, em um bom programa de treinamento e desenvolvimento ou em uma espécie de "personal trainer" para habilidades. Busque ajuda com professores, em entidades de educação, no departamento de recursos humanos de sua empresa, ou onde você julgar importante, mas não deixe suas habilidades ao acaso. Elas é que determinam onde você pode chegar profissionalmente e em quanto tempo. Se você gerencia as habilidades, você está gerenciando seu processo de carreira.

 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Sandra Regina Da Luz Inácio
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Pós-Doutorado em Negócios Internacionais pela Flórida Christian University - EUA PhD em Administração de Empresas pela Flórida Christian University (EUA) PhD em Psicologia Clínica pela Flórida Christian University (EUA) Psicanalista e Diretora de Assessoria Geral da Sociedade de Psicanálise Tra...
Membro desde maio de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: