AVALIAÇÃO DO CARDÁPIO SERVIDO NO DESJEJUM E LANCHE DE UMA EMPRESA ASSISTIDA PELO PROGRAMA DE AL...
 
AVALIAÇÃO DO CARDÁPIO SERVIDO NO DESJEJUM E LANCHE DE UMA EMPRESA ASSISTIDA PELO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO DO TRABALHADOR EM VITÓRIA DA CONQUISTA ? BA
 


1 INTRODUÇÃO

A Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) tem por finalidade o fornecimento de uma alimentação nutricionalmente saudável num cardápio variado e equilibrado para proporcionar adequação às necessidades nutricionais da clientela. O planejamento do cardápio leva em consideração as leis da alimentação de Pedro Escudero: quantidade, qualidade, harmonia e adequação (REGGIOLLI; GONSALVES, 2000), isto é, o cardápio deve garantir o equilíbrio de nutrientes, observando a quantidade de alimentos oferecidos e a variedade da refeição planejada (VANIN, et al. 2006).
As UAN começaram a ser implantadas no Brasil com o Decreto-Lei de Vargas, em 1940, determinando que as empresas com mais de quinhentos funcionários deveriam fornecer alimentação em refeitório. Porém, somente um pequeno número de empresas fornecia alimentação a seus trabalhadores. Em 1976, David Boianovsky, secretário da Promoção Social do Ministério do Trabalho, idealizou o Programa de Alimentação do Trabalhador ? PAT (FURTADO, 1982 apud VEIROS, 2002).
O PAT tem por filosofia considerar o ser humano um recurso para produção, integrando os conceitos de esforço físico, intelectual e social. O programa visa a melhorar as condições de saúde e alimentação da classe trabalhadora, a fim de repercutir no aumento da produtividade e na redução das taxas de acidentes de trabalho e de absenteísmo (SILVA; STOZ, 1998). No entanto, na prática, nem sempre ele é seguido, pois, de acordo com Burlandy e Anjos (2001), estudos afirmam que existe inadequação dos cardápios oferecidos aos funcionários no que diz respeito à energia consumida e à relação entre a proteína líquida e calorias totais (NDPcal) preconizadas.
Conforme a legislação (BRASIL, 2006), o valor calórico total (VCT) das refeições diárias deve equivaler a 2000Kcal. As refeições maiores (almoço, jantar e ceia) deverão conter de 600 a 800 Kcal, o que equivale de 30 a 40% do VCT diário. Já as refeições menores (desjejum e lanche) devem conter 300Kcal do VCT, com aumento permitido para 400Kcal. Dessa forma, as refeições precisam ter de 15 a 20% do VCT, e o NDPcal, no mínimo, 6% e, no máximo, 10%, para qualquer refeição.
Segundo a legislação que estabelece os parâmetros da Portaria Interministerial do Programa de Alimentação do Trabalhador (BRASIL, 2006), a alimentação saudável é o direito humano a um padrão alimentar adequado às necessidades biológicas e sociais dos indivíduos, devendo-se enfatizar os alimentos regionais, levando-se em consideração o seu significado socioeconômico e cultural. Essa mesma legislação ainda acrescenta que os cardápios das empresas assistidas pelo PAT devem ser elaborados com, pelo menos, uma porção de frutas e uma de legumes nas refeições maiores e, pelo menos, uma porção de frutas nas refeições menores.
As empresas em todo o mundo têm se preocupado com a prevenção da saúde de seus funcionários. A produção do trabalho não permite que se desvincule a saúde dos funcionários do conjunto de elementos que favorecem a conquista de mercado da empresa. Por isso, faz-se necessário avaliar a saúde dos funcionários, detectando problemas no início, quando se pode intervir satisfatoriamente, para proporcionar, dessa forma, melhores condições de trabalho e, conseqüentemente, de vida a eles. Como a empresa é um organismo dinâmico inserido em um contexto social que objetiva a lucratividade e a expansão no mercado e sua característica está diretamente relacionada à capacidade dos funcionários, ela não existe sem a mão de obra; e a conquista de um maior desempenho e desenvolvimento econômico está diretamente estruturada e condicionada à qualidade de vida do trabalhador e sua condição de saúde (WADA, 1993, apud VEIROS, 2002).
Sendo assim, esse artigo tem por objetivo avaliar se o cardápio servido aos funcionários na Unidade de Alimentação e Nutrição - UAN de uma Empresa em Vitória da Conquista ? Ba está de acordo com as exigências do Programa de Alimentação do Trabalhador, analisando-se a quantidade calórica e o percentual dos macronutrientes e NDPcal do desjejum e lanche.
 
Avalie este artigo:
4 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Samantha Antunes Do Nascimento
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Nutricionista
Membro desde outubro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: