Vivemos num país onde a democracia faz parte de nossas vidas. E, desta prática, surgem os representantes escolhidos pelo povo, eles deveriam assumir seus mandatos na condição de ser a voz da maioria, seja para fazer leis, executar projetos, promover a fiscalização dos atos dos governantes, dentre outras funções.

Obviamente não devemos ser ingênuos e acreditar que todos os políticos eleitos irão ter o firme propósito de defender o povo, pois muitos ao receber apoio financeiro dos grandes grupos econômicos, terão compromisso com quem os financiou. A Lava Jato parece que está comprovando esta amarga prática existente no Brasil, neste momento muitos políticos estão apreensivos com o desfecho desta operação. Tem vários políticos que precisam dar inúmeras explicações do dinheiro recebido em suas campanhas milionárias.

O mais revoltante é ouvir destes políticos que são representam de seus eleitores. Vergonha e, desta forma, instalou-se em nosso país a ideia que ‘comprando voto’ elege-se e faz-se o que se bem entende! Esta deturpação e afronta aos princípios do autentico sistema democrático, perpetua a visão errônea que povo é massa de manobra e serve para ser ‘usado e descartado’.  

Esta triste constatação nos motivou a fazer a indagação no título deste artigo: até onde os políticos representam o povo? Não estou referindo-me apenas aos eleitos para o Congresso Nacional (deputados federais e senadores), mas também das Assembleias Legislativas (deputados estaduais) e das Câmaras Municipais (vereadores), eles representam de fato o povo? 

Por quais razões estes políticos propõem leis que em muitos casos prejudicam ou, pior ainda, tiram conquistas do trabalhador? É difícil acompanhar a gama de legislação que transita, especialmente no Congresso Nacional, confesso que não consigo acompanhar o que acontece nos plenários da Câmara dos Deputados e no Senado!

Revolta-me, saber, por exemplo, que se encontra em votação a famosa PEC 287/16, e a grande maioria da população não aceita esta PEC, pois ela altera de forma cruel o sistema de aposentadoria da classe trabalhadora. Será que estes ‘representantes’ não conseguem ver este descaso com quem trabalha? Até quando irão fazer de conta que representam o povo e, no momento de votar, não estão nem ai para este povo que o elegeu?

Entretanto, estes políticos que muitas vezes não representam o povo, acabam tendo grandes aliados, como a imprensa que é conivente com quem tem poder! Neste último final de semana foi um sensacionalismo grande para com a operação carne fraca, desencadeada pela Política Federal - operação requer um artigo especial - não vou entrar em detalhes, apenas quero deixo a opinião para dizer que a forma como a imprensa abordou o caso, deixou-me a impressão que era para abafar a movimentação que a população esta fazendo em relação a PEC 287/16.

Devemos ficar sempre em alerta e perceber que as artimanhas continuam sendo usadas para tirar os avanços do trabalhador e, de certa forma, passamos a viver apreensivos, com medo e em pânico, seja por mede de perder o emprego, não ter uma velhice saudável ou perder a qualidade de vida em todos os seus aspectos.

Acordemos enquanto temos tempo. Não vamos esquecer em quem votamos na eleição passada e, o mais importante é acompanhar este político em suas votações. Nunca esqueça: sem o seu voto ele não pode continuar no poder.

Revisado por Editor do Webartigos.com