AS PARTICULARIDADES ENTRE A FONÉTICA E A FONOLOGIA
 
AS PARTICULARIDADES ENTRE A FONÉTICA E A FONOLOGIA
 


AS PARTICULARIDADES ENTRE A FONÉTICA E A FONOLOGIA

OSMARINA ALCÂNTARA COELHO

RESUMO
Apesar da fonética e fonologia serem áreas com muitas semelhanças, tendo um objeto de estudo em comum para o estudo. Podemos classificá-las nas diferenças na seguinte maneira para a produção da fala. Fonologia é a ciência que estuda os sons da língua do ponto de vista de uma função no sistema de comunicação. A fonética é a ciência que estuda os sons da língua em sua realização concreta, independentemente de sua função lingüística.
Palavras-Chave: Semelhanças. Produção. Diferenças.

ABSTRACT
In spite of phonetics and phonology make pont of asimilas context whose the focus are the study of language thre are two ways that we can classifict their differences. Is the science uho study of the represenartion ond production of speech sounds onds rules of pronunciation. Phonetic is the science who study the speech sounds and o their real realization independent ot their linguistic language.
Key works: Similaritys. Production. Differences.










INTRODUÇÃO

A fonética e fonologia são duas ferramentas de suma importância como mecanismo de padronizar e analisar a língua e suas funções. Mediante a esses aspectos que serão abordados a segui percebe-se as mudanças e os fatores no âmbito do som da fala e a partir disso pode-se aderir aos seus mecanismos.
É importante ressaltar que Ferdinand Saussure foi um dos precursores que aderiram a esse estudo da língua e suas principais funções.

1.HISTORICIDADE DA FONÉTICA E DA FONOLOGIA

De acordo com pressupostos de autores como Faraco e Moura, fonética e fonologia são áreas da lingüística, que tem por objetivo estudar os sons da fala, objeto comum, porém, tomado de ponto de vista diferente.
O termo fonética é aplicado desde o Século XIX, para designar o estudo dos sons da voz humana.
A fonologia se estabeleceu na segunda década da do século XX na Europa e nos Estados Unidos.
Na Europa a partir do circulo lingüístico de Praga e nos Estados Unidos, mediante as obras de Leonardo Bboomfiel e Ediward Sapir.
Durante muito tempo fonologia foi confundida com fonética, mesmo depois da criação do termo fonologia, em 1850. Pois este continuou a ser usado como termo permutável como a fonética.
No final do século XIX, Baudowin de Courteny faz distinção entre fisiofonética e psicofonética que equivalem a fonética e fonologia segundo a distinção de Paul-Emile Littre (1870).
Verificando as exigências normativas, a importância concedida a língua escrita em detrimento da língua oral. Bem como: o interesse predominante pelo estudo histórico dos sons. Mais tarde, o próprio desenvolvimento dos métodos experimentais em fonética fizeram as noções lingüísticas elaboradas por Ferdinand Saussure e os trabalhos do círculo lingüístico de Praga com Jakabson e Trubetzkoy preparam o termo para uma mudança de concepção em torno da fonologia.
A distinção entre fonética e fonologia só foi consolidada, no Primeiro Congresso Internacional de Lingüistas, realizado em maio, em 1928 apresentando o trabalho dos três lingüistas russos: Jakobson, Trubetzky e Karcevsky. A distinção porém só se concretizou em 1969 ainda com os trabalhos Trubetzkoy.

2 DISTINÇÃO ENTRE FONÉTICA E FONOLOGIA2.1 FONÉTICA
É a ciência que estuda os sons da língua em sua realização concreta, independentemente de sua função lingüística. É a ciência da face material dos sons da fala humana. A sua principal função é descrever os sons da fala. Cada som tem a sua própria representação mesmo que não seja distintivo. As unidades básicas, os fones , são transcritos entre colchetes. [p], [t], [k].
2.2 FONOLOGIA OU FONÊMICA
É a ciência que estuda os sons da língua do ponto de vista de sua função no sistema de comunicação.
A fonética e a fonologia são disciplinas distintas, que operam com métodos próprios, porém se condicionam mutuamente em seu valor e desenvolvimento.

3 CLASSIFICAÇÃO DA FONÉTICA
Os Estudos fonéticos podem ser feitos de três pontos de vista:
3.1 DA MANEIRA COMO SÃO OS FONES PRODUZIDOS (MOSTRANDO QUE MOVIMENTOS DO APARELHO FONADOR)
Estão envolvidos na produção dos sons da fala) fonética articulada ou fisiológica.
3.2 DA MANEIRA COMO OS SONS SÃO PERCEBIDOS PELO OUVINTE ? FONÉTICA AUDITIVA.
Segundo Saussure (1979, p. 25) afirma que a fonética que estuda o som nos atos de fala de um ponto de vista físico, e a fonologia que não se interessa eventos físicos em si, mas pelas distinções entre as unidades abstratas do significante que são funcionais dentro do sistema lingüístico.
Portanto a fonética ocupa-se da parte significante do signo, ou seja, a substância do plano da expressão das línguas naturais e assim estuda todos os sons possíveis de serem representados mesmo que não seja distinto.

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

A Principio nesta análise feita sobre as diferenças entre fonologia e fonética, foi percebido que ambas eram confundidas como uma só, por terem o mesmo objeto de estudo, os sons. Porem, as noções lingüísticas elaboradas por Ferdinand Saussure e os trabalhos do círculo de Praga com R. Jakobson e Trubetzoky, comparam estudos específicos para o entendimento da práxis da língua no ato epistemológico da fonética e da fonologia no campo da ciência.
Foi através de pesquisas e estudos diacrônicos e sincrônicos destes pensadores que hoje é possível estudarmos separadamente fonética e fonologia.

Saussuriano (p. 13), ora; sem operação elementar, uma ciência é incapaz de estabelecer um método para si próprio.

REFERÊNCIAS

JAKOBSON, R. Fonética e Fonologia: seleção tradução e notas, com estudo sobre o autor, por J. Matoso Camara Junior. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1972.

SAUSSURE Ferdinand. Curso de Lingüística geral. São Paulo: Cultrix, 1995.

SILVA, Thais Cristófaro. Fonética e Fonologia do Português. São Paulo: Contexto,1999.




 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também