AS DROGAS!
 
AS DROGAS!
 


Os efeitos causados por qualquer droga são devastadores. Devastadores para o corpo e também para o espírito.

Existem algumas drogas que são lícitas, como é o caso do álcool. Responsável por alterações de personalidade, assaltos, mortes, acidentes, e todo tipo de conduta que a falta de controle emocional é capaz de resultar. Apesar de ser uma droga altamente destrutiva, é lícita. Claro, como acabar com a indústria do tabaco, que trabalha em prol do capitalismo?

Uma mudança na atitude das pessoas poderia ser a solução. Lógico que as empresas teriam queda nas vendas, porém alternativas inteligentes existem e poderiam ser aproveitadas. Mas como conscientizar as pessoas a consumirem menos bebidas alcoólicas? Tentaremos responder...

Outra droga lícita é o cigarro. As pessoas sabem o mal que ele faz, mas não param de utilizá-lo. Essa droga normalmente não trás alterações de personalidade significativas, além de uma leve tranqüilidade ilusória. Mas o mal que a pessoa está introduzindo em seu organismo é enorme. Afeta as vias respiratórias e vários outros sistemas decorrentes. Também neste caso, a mudança está na conscientização de cada pessoa que utiliza a droga.

Existem, por fim, as drogas mais pesadas. Começaremos pela maconha, que é a droga mais "leve" entre as consideradas pesadas. Aquela que as pessoas consideram a porta de entrada para as outras...

A maconha causa vários efeitos. Primeiramente tranqüiliza a pessoa. Aumenta a percepção da audição e a libido fica alterada. Nesse momento a personalidade do usuário já está modificada. Os movimentos se tornam mais lentos, e a pessoa pode não prestar atenção em algo que seja necessário no momento e não reagir em tempo hábil para evitar um acidente, ou escapar de algo perigoso.

Quando uma pessoa ingere maconha é muito criticada pela sociedade. O cheiro é forte e sempre alguém acaba notando e se revoltando.

Na realidade a pessoa que critica e se revolta está certa. A maconha é droga sim. Ela altera os sentidos de uma maneira que eles não devem ser alterados, além do prejuízo às vias respiratórias, cérebro e sistemas decorrentes. Torna as pessoas sedentárias, obesas e mais suscetíveis às doenças. Neste caso a mudança também depende de cada usuário.

Subindo um pouco mais a escala das drogas, existe a cocaína. Droga silenciosa, praticamente sem cheiro e fácil de ser consumida. Pode ser utilizada em qualquer lugar, uma vez que não deixa odores nem resíduos. Muitos dos que criticam os usuários de maconha, utilizam cocaína veladamente, tentando mascarar o seu vício e parecerem "bons moços".

A cocaína deixa a pessoa "ligada"  eufórica. Normalmente ela acha que pode realizar qualquer proeza que desejar. Altera a personalidade de maneira mais perigosa que a maconha. Além do perigo de morte por overdose, e os malefícios causados às vais respiratórias, ao cérebro e sistemas decorrentes. Muitas mortes podem ser atribuídas para a cocaína. Assaltos, brigas, assassinatos... Cocaína é bom? Não! Cocaína é altamente destrutiva do corpo, da personalidade e do espírito das pessoas.

Subindo mais um pouco a escala destrutiva das drogas lícitas e ilícitas, encontramos o crack e as anfetaminas. O crack simplesmente escraviza e destrói o ser humano. É uma droga horrível em efeitos e resultados, possuindo alto poder destrutivo. A pessoa pode se aproximar da condição de animal irracional utilizando essa droga. O viciado faz de tudo pela "pedra". Tudo mesmo! Mata, rouba, enfim, pratica atrocidades por qualquer valor que possa ser necessário para comprar, ainda que uma quantia mínima do entorpecente. Não é preciso mais escrever sobre essa droga.

As anfetaminas e as drogas sintéticas em geral também causam mudanças bruscas no comportamento das pessoas. O êxtase é uma droga mais poderosa que a cocaína. O usuário fica extremamente "ligado", têm alucinações diversas e desejos eróticos. Dá uma vontade imensa de fazer sexo. Altera as pessoas no ato que deveria representar o amor, tornando-o banal. Além dos perigos decorrentes da alteração da personalidade, semelhantes aos da cocaína.

Existem ainda outras drogas, como o loló, o lança perfume, e outras derivadas das misturas. Condição que sempre potencializa os efeitos das drogas componentes.

Então o mundo das drogas é totalmente prejudicial para cada um de nós se olharmos internamente. Porém se olharmos externamente, notaremos que a situação em nada se difere.

O dinheiro das drogas aumenta a violência, causa mortes entre as quadrilhas, causa morte para a população, para a polícia. Enfim, o resultado disso tudo são violências e assassinatos.

Para a modificação do cartel que as drogas movimentam, é imprescindível a participação ativa do governo. Fornecendo empregos, auxílios, capacitação, enfim, realocando essas pessoas, que em sua ampla maioria também são boas, querem mudar de vida, mas precisam encontrar meios para sobreviver. Poucas pessoas são más simplesmente pelo desejo de serem más. Existe o "sistema" condicionante, que exclui os pobres e os tornam revoltados, praticamente sem condições de subsistir de forma digna. Se a sociedade não lhes dá meio de sobrevivência, nem emprego, nem nada, a revolta aparece e o mundo das drogas acaba por ser atrativo, ou até mesmo uma única saída. Por isso o esforço deve ser geral. O mundo melhor é possível. O que falta é a vontade em cada pessoa de fazer o que é correto e positivo. Uma mudança moral naqueles que praticam a corrupção e desviam 25% do PIB, já daria dinheiro suficiente para organizar economicamente as pessoas desligadas das drogas. Além da economia com gastos hospitalares, polícia, pensões de toda ordem. É possível! Basta vontade, honestidade e sabedoria na condução do processo. "Uma idéia utópica começa a se tronar realidade quando é colocada no papel e transmitida para muitas pessoas!"

Quanto aos usuários das drogas lícitas e ilícitas, onde está a salvação para tudo isso? Consciência das pessoas! Consciência de que as drogas fazem mal a ela própria e ao próximo, contrariando o primeiro e mais importante Mandamento de Deus: "Amarás a Deus sobre todas as coisas; e ao teu próximo como a ti mesmo!" Um usuário de drogas não está amando a Deus, nem ao próximo, nem tampouco a ele mesmo.

Se mudarmos a nossa atitude, reconhecendo que qualquer droga faz mal, seja lícita ou ilícita - uma vez que em nosso íntimo já sentimos que isso é verdade - já teremos dado um grande passo na direção da mudança necessária.

Se as drogas fazem mal, então elas não devem ser utilizadas! Utilizamos porquê? Somos masoquistas? Desejamos sofrer? Quando os efeitos destruidores vierem em nada adiantará reclamar, ou culpar Deus!

Temos o Mandamento de Deus, trazido por Jesus Cristo, onde o preço de Sua Mensagem foi pago com sangue para os homens, e não vamos reconhecer que somos capazes de mudar as nossas vidas?

Deus e Jesus estão ao nosso lado e nos dando as mãos para conseguirmos superar esse grande desafio da libertação. Não exatamente uma Igreja ou uma religião deverá conduzir esse processo, mas você mesmo, baseado na sua fé em Deus e no reconhecimento da sua força interior. Deus habita em cada um de nós. Ele está presente em cada boa atitude ou bom pensamento que temos.

Poderemos diminuir o consumo, ou até mesmo a libertação total e imediata. Tudo dependerá da sua confiança em que Deus deseja melhorar a sua vida. A partir daí é uma questão de fé, abnegação e luta contra si mesmo. Os bons amigos e a família poderão ser muitos importantes e servir de apoio nesse processo de cura material e espiritual.

Porém o mais importante é que no final da libertação, a palavra que aparecerá será: VIDA! Nossa vida, vida do nosso próximo, nossa vida se aproximando um pouco mais das boas condutas, caracterizadoras de homens realmente civilizados e conscientes de seus atos.

Mais próximos de Deus!

Enfim. A luta com Deus e com Jesus se torna mais fácil de ser superada. Seremos carregados nos braços em alguns momentos. E em breve estaremos caminhando, e até correndo, pela estrada que conduz à vida e representa a sabedoria espiritual que desejamos ter. Logo após obtermos a nossa salvação, poderemos praticar o amor e a caridade mais facilmente e galgar outros degraus na escala evolutiva. Pensamento, ação e merecimento!

No momento em que desejarmos parar com as drogas, nossa vida já será modificada. Primeiro pela eliminação das conseqüências diversas, e segundo pela modificação do campo magnético que os bons pensamentos e as boas atitudes acarretam - as drogas também criam uma cortina magnética espessa e difícil de ser superada pelas boas energias. A partir daí, passaremos atrair coisas boas e pessoas boas. É a Lei da Atração, da Afinidade, ou mais corretamente dizendo, Lei Universal ou Divina. Deus conspira ao nosso favor. O Universo conspira ao nosso favor. Devemos ter as "antenas" espirituais aptas a captar tais vibrações. E nossa antena se purifica e a sintonia se torna mais fina com bons pensamentos e boas atitudes, tais como abandono das drogas, a prática do amor, caridade, respeito, igualdade, humildade e união com nosso próximo.

Algumas pessoas dirão que a "sua" droga não é prejudicial. Estão erradas. Devemos reconhecer que estamos tentando defender algo que não nos faz bem e tentando nos iludir. Justificando atos que sabemos que são errados pelo breve prazer ilusório que a droga proporciona. Qualquer mudança é significativa, mas o abandono total é a melhor. A alteração é muito mais drástica e positiva.

Se você utiliza alguma droga, faça o teste. Abandone o vício e acredite que Deus e Jesus desejam o melhor para você. Sua vida será transformada. O dinheiro utilizado nas drogas e na destruição poderá ser empregado para ajudar ao próximo. Para plantar árvores de amor e colher frutos de paz e felicidade. Não utilize o dinheiro economizado com o abandono das drogas com você, caso já possua o suficiente para sobreviver. Empregue para ajudar ao próximo e louvar a Jesus que estará abençoando a sua vida. Não conhecemos pessoa alguma que a saída das drogas tenha prejudicado a sua vida. Mas todas, simplesmente todas, tiveram sua vidas modificadas para pior, ou até ceifadas, depois que entraram para esse mundo obscuro.

Se não acredita em Deus, acredite na natureza e nos avisos do corpo físico. Não ingira o mal para não colher destruição. Acredite na força de Deus, na sua força e na força da vida. Assim a fé e a esperança serão capazes de formar um futuro melhor para nós, para os nossos filhos e para toda a humanidade.

E o progresso moral, material, mas principalmente, espiritual, será inevitável. Confie, acredite e realmente se modifique.

Eu acredito em mim e acredito em você. E você acredita em si? Acredita que Deus deseja abençoar a sua vida? A resposta está na sua força e em seu coração!

A vitória é nossa em nome de Jesus!

Que assim seja, hoje, e por toda a eternidade. Filhos livres das drogas, se ajudando e tendo a fé e a esperança como guias de um futuro melhor!

 
Avalie este artigo:
4 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Víctor Lückemeyer Machado Carrion
Talvez você goste destes artigos também