A REPRESENTAÇÃO FEMININA DENTRO DAS OBRAS LITERÁRIAS
 
A REPRESENTAÇÃO FEMININA DENTRO DAS OBRAS LITERÁRIAS
 


RESUMO

O artigo científico trata-se das obras literárias brasileira de Machado de Assis em "Dom Casmurro", e portuguesa com Eça de Queirós em "O Primo Basílio"através delas pretende-se discutir o papel feminino dentro dessas duas obras. Reavaliar a cultura desenvolvida dentro dessa geração realista, que condicionou a reagir depreciadamente em relação ao comportamento daqueles que agem fora dos padrões aceitos pela maioria da sociedade e por esta razão descriminar o comportamento desviante. Nele vamos encontrar também uma síntese sobre a fase realista no Brasil e em Portugal, a biografia dos autores Machado e Eça e um breve resumo das respectivas obras. Para a concretização desse trabalho fora estabelecido como objetivo geral: Estereótipos de família: A analogia entre a obra "Dom Casmurro" e "O Primo Basílio". O trabalho detalhado é bibliográfico, mas sem abstrair a pesquisa de campo a fim de assegurar um trabalho consciente. Para alcançar os objetivos e embasar os comentários foram realizados pesquisas bibliográficas e entrevista .

PALAVRAS CHAVES: Obras literárias, comportamento,objetivos

1 Funcionaria Pública Municipal, graduanda do Curso de Letras Português / Inglês da Faculdade Atlântico. E-mail: ná[email protected]
2Orientador, Professor Especialista do Curso de Letras da Faculdade Atlântico.
E-mail: [email protected]

1. INTRODUÇÃO

Fazendo um estudo de análise sobre a literatura brasileira com Machado de Assis e portuguesa com Eça de Queirós, pôde-se fazer um paralelo entre suas personagens principais: Capitu e Luísa ambas construídas sob o ponto de vista da dubiedade em uma sociedade que apresenta estereótipo de família conservadora. Este artigo objetiva apresentar uma análise dos romances realistas O Primo Basílio e Dom Casmurro, tendo como ponto de partida as protagonistas femininas. Estamos interessadas na investigação do comportamento social das protagonistas e a partir daí entender como essas imagens são construídas e até que ponto esse mito de modelo de mulher interfere nas relações amorosas dos casais protagonistas das obras acima citadas. Os objetivos são levantar um questionamento de como a mulher é vista no casamento como anjo ou demônio, identificar os desgastes mentais e sentimentais das protagonistas de cada obra, onde esteja presente a infidelidade, entender até que ponto os valores morais interferem no relacionamento dos casais protagonistas e por fim analisar os adultérios entre as obras acima mencionadas.
Embora essas duas obras tenham sido escritas há mais de cem anos o tema é muito interessante por se tratar de adultério dentro de uma instituição sólida e antiga que é o casamento. Até hoje o assunto é muito comentado, discutido e descriminado pela sociedade. Traremos à tona também a imagem da mulher, a forma que ela é vista dentro desses relacionamentos nessas obras.
Para tentar atingir os objetivos e embasar teoricamente os comentários usamos entrevista com perguntas pertinentes aos autores e as obras a fim de entender melhor alguns pontos que se apresentaram obscuros.
Ao final do artigo, com o auxilio da linha feminista da crítica literária que se preocupa com a questão da mulher consumidora de uma literatura produzida por homens, pretendemos gerar uma reflexão a respeito da identidade de gênero criada e veiculada sob uma ótica masculina. Chamaremos, ainda, a atenção para se pensar no modelo ideal de "mulher".
 
Avalie este artigo:
4 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Sou graduada em Letras, funcionária Pública Municipal, resiente e domiciliada na cidade de Nossa senhora do Socorro-SE.
Membro desde outubro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: