Na Roma antiga, a escravidão na zona rural fez com que vários camponeses perdessem o emprego e migrassem. O crescimento urbano acabou gerando problemas sociais e o imperador, com medo que a população se revoltasse com a falta de emprego e exigisse melhores condições de vida, acabou criando a política "panem et circenses",  a política do pão e circo. Este método era muito simples: todos os dias havia lutas de gladiadores nos estádios (o mais famoso foi o Coliseu) e durante os eventos eram distribuídos alimentos (trigo,pão). O objetivo era alcançado, já que ao mesmo tempo em que a população se distraia e se alimentava também esquecia os problemas e não pensava em rebelar-se. Foram feitas tantas festas para manter a população sob controle, que o calendário romano chegou a ter 175 feriados por ano, mas quem disse que isso foi naquela época? A Politica do pao e circo ainda continua...

Esta situação ocorrida na Roma antiga é muito parecida com o Brasil atual. Aqui o crescimento urbano gerou, gera e continuará gerando problemas sociais. A quantidade de comunidades (também conhecidas como favelas) cresce desenfreadamente e a condição de vida da maioria da população é difícil. O nosso governo, tentando manter a população calma e evitar que as massas se rebelem criou o "Bolsa Família", entre outras bolsas, que engambela os economicamente desfavorecidos e deixa todos que recebem o agrado muito felizes e agradecidos. O motivo de dar dinheiro ao povo é o mesmo dos imperadores ao darem pão aos romanos. Enquanto fazem maracutaias e pegam dinheiro público para si, distraem a população com mensalidades gratuitas. Estes programas sociais até fariam sentido se também fossem realizados investimentos reais na saúde, educação e qualificação da mão-de-obra, como cursos profissionalizantes e universidades gratuitas de qualidade para os jovens. Aquela velha frase "não se dá o peixe, se ensina a pescar" pode ser definida como princípio básico de desenvolvimento em qualquer sociedade. E ao invés dos circos romanos, dos gladiadores lutando no Coliseu, temos nossos estádios de futebol e seus times milionários. Vivemos num pais onde os politicos estimulam o povo a gostar de futebo, consequentemente, o brasileiro é apaixonado por este esporte assim como os romanos iam em peso com suas melhores roupas assistir as lutas nos seus estádios. O efeito político também é o mesmo nas duas épocas: os problemas são esquecidos e só pensamos nos resultados das partidas. Claro que a grande mídia também é responsável pela grande Inutilidade do nosso atual governo, pois sabemos que a Rede Globo manipulou as eleições e investiu na vitória eleitoral de Fernando Collor.

Basta ligarmos a Tv e ver passando em rede nacional o BBBs.

Que me desculpem os fãs dessa programação global que em minha opinião é uma das piores porcarias que a TV brasileira já apresentou e vem apresentando até os dias de hoje. Não é difícil encontrar alguma pessoa reclamando que a televisão não tem nada interessante, tem nada que preste (Principalmente no Domingo).Mas infelismente temos a tv que merecemos, isto porque não formamos um grupo de telespectadores exigentes e aceitamos qualquer porcaria enviada via satélite aos nossos monitores de tv. Afinal de contas, pelo que se tem visto ultimamente , ao traçar o público alvo para uma programação, os diretores se colocam na posição de criadores de porcos com fácil tarefa de jogar a lavagem no chiqueiro que acaba sendo a nossa sala, em nossa casa.

A cada ano que a Globo coloca um BBB da vida no ar,percebo que eles enxergam os brasileiros como pessoas burras,ignorantes, sem cultura e que não tem capacidade de entender coisas mais"avançadas"como(leis,saúde,educação,segurança,tecnologias,
econômia e etc...).Também foi assim na época da Ditadura ,ao invés de mostrar a real situação do povo o Jornal Nacional exibia (receitinhas )para que umas pessoas não enxergassem que as outras estavam desaparecendo,sendo torturadas e mortas nos quartéis militares por todo país.

Segundo a Globo, o BBB é um Reality Show ou traduzindo para o português (Show da realidade). E eu que sempre achei que a realidade da vida, principalmente aqui em nosso país fosse pessoas sendo assassinadas a todo momento enquanto a justiça dorme,gente gemendo nos corredores dos hospitais públicos implorando um atendimento,políticos roubando o nosso dinheiro,crianças passando fome nos barracos da favela e tantas outras coisas tão terríveis como essas.

Mas tudo isso tem uma explicação, a Rede Globo é filha da antiga corrupção na política brasileira, e para proteger prefeitos,senadores,deputados,presidentes e afins,resolveu adotar a chamada "Política de Pão e Circo",aquele que citei acima, a mesma utilizada na antiguidade por um imperador romano que usava as lutas de gladiadores para distrair o povo, fazendo com que eles viessem esquecer dos problemas sociais,impedindo assim que se levantassem revoltas contra o governo.

Enquanto não despertarmos para o verdadeiro Reality Show, e ficarmos presos a tantos BBB's, seremos reféns da nossa própria ignorância fazendo da política de Pão e Circo brasileira um sucesso indiscutível.

A saída desta dependência é a educação, e as escolas existem em nosso país, mas há muito que melhorar. Os alunos deveriam sair do Ensino Médio com uma profissão ou com condições e oportunidades de cursar o nível superior gratuitamente, e assim garantir seu futuro e de seus descendentes. Proporcionar educação de qualidade é um dever do estado, é nosso direito, mas estamos acomodados e acostumados a ver estudantes de escolas públicas sem oportunidades de avançar em seus estudos, e consideramos o nível superior como algo para poucos e privilegiados (apenas 5% da população chega lá). Precisamos mudar nossos conceitos e ver que nunca é tarde para exigirmos nossos direitos.  Tendo cultura de verdade, o povo se torna insubmisso aos ditames da grande mídia, e com isso mais preparado para se manifestar pelos seus direitos.  

Somente com educação e cultura os brasileiros podem deixar de precisar doações, BBBs, Funk entre outras porcarias criadas pela mídia que anda de mãos dadas com a corrupção, assim, se desligar desse vínculo com o "pão e circo!", pois estes são os meios para reduzir a pobreza. Precisamos de governos que não se aproveitem das carências de seu povo para obter crescimento pessoal, e sim que deseje crescer em conjunto.

E com isso, fica aqui um apelo social!!!

Revisado por Editor do Webartigos.com