A INDISCIPLINA NA ESCOLA
 
A INDISCIPLINA NA ESCOLA
 


2 JUSTIFICATIVASApós estudos feitos no percurso do curso, observamos atentamente como vem sendo o comportamento dos alunos na sala de aula, concluímos que hoje predominam diversos termos de indisciplina envolvendo nossos alunos.Ninguém nasce rebelde ou indisciplinado, trata-se de um comportamento construído. A indisciplina em sala de aula é um pálido reflexo de uma indisciplina social. Diante disto mais do que nunca, é fundamental uma ação de parceria entre os vários segmentos, que estão comprometidos com a educação.A sala de aula representa um espaço de relações constantes, manifestadas pelas ações de alunos com seus professores. Integradas na variedade de relações que regem. São notórios os conceitos existentes decorrentes da indisciplina dos alunos e dos fatores que os influenciam.Em virtude de presenciar a indisciplina na sala de aula, escolhemos esse tema em razão da importância de uma reflexão e interação sobre esse problema tão comum e complexo nas escalas.Este trabalho envolve as seguintes etapas: identificação, justificativa, problemas, objetivos, fundamentação teórica, aspectos metodológicos, recursos e cronogramas, onde refletimos sobre as causas que levam os alunos a tomarem-se indisciplinados nas escolas além de propormos um ambiente em que os alunos aprendam a noção de limites e perceba a existência de direito e deveres para todos.3 PROBLEMAS"Quais as contribuições dos educadores para a superação indisciplinar?"Quais as possibilidades de intervenção face à manifestação de situações de indisciplina?3.1 ProblematizaçãoNós professores como intelectuais devemos envolver na luta pelas mudanças das estruturas maiores que geram os problemas indisciplinares na sala de aula. Enfrentando o problema logo no começo; não deixar acumular; oferecer uma boa estrutura em sala de aula; deixar muito claro as regras; manter o que foi combinado; cuidar da organização do ambiente; ter paciência para relembrar as combinações.4. OBJETIVOS4.1 Geral"Analisar as causas e efeitos da indisciplina na sala de aula;4.2 Específicos"Verificar o processo ensino-aprendizagem dentro de uma perspectiva disciplinar do aluno;"Analisar os rnalefícios que a indisciplina produz na sala de aula;" Refletir sobre as causas que levam os alunos a tomarem-se indisciplinados na sala de aula;"Propor atividades que os alunos aprendam a noção de limite e perceba a existência de direitos e deveres para todos.5 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICAO estudo foi feito com todas as disciplinas que nos deram subsídios para uma reflexão e indagação sobre o tema indisciplina na sala de aula, onde buscaremos pontos relevantes do tema abordado.É necessário salientar que o problema da indisciplina na escola é grave e angustiante. "O que fazer?". É a pergunta que muitos se colocam, entendemos que a primeira questão a ser enfrentada é a da postura face ao problema: Superar as tradicionais formas de acusação, escapisrnos, derniasões ou transferências de responsabilidades. É preciso que o professor se coloque na condição de sujeito. Ou seja, assumir não sendo absolutamente a única fonte do problema, nem, o único envolvido, tem uma responsabilidade diante dele. "A indisciplina é urna das maneiras que as crianças e os adolescentes tem de comunicar que algo não vai bem"Por traz de urna guerra de papel, podem estar problemas psíquicos ou familiares. Ou um aviso de que o estudante não está integrado ao processo de ensino e aprendizagem. (FRELLER, Cíntia Capit. Nova Escola 1an /fev - 2002. N° 149. p. 18).Segundo Tânia Zagury (Nova Escola Jan/ fev. 2002. N° 149. p. 18), quando há relacionamento afetuoso, qualquer caso pode ser revestido em pouco tempo. O professor como intelectual não pode ficar no nível do senso comum de mera constatação dos fatos, precisa ir a raiz do problema, compreender suas múltiplas e complexas causas, a fim de poder assumir a parte que lhe cabe, se articular com outros segmentos compreendidos; ajudar na tomada de decisões e consciência e no assumir responsabilidades dos demais setores implicados (sensibilizarão, denuncia, pressão etc.); se envolver na luta pela mudança das estruturas maiores que geram os problemas (na sociedade, no sistema de ensino na escola).Segundo pesquisa realizada no ano de 2001 pelo Observatório do Universo Escolar, em parceria com o Ministério da Educação, constatou que a indisciplina é uma das causas mais apontadas pelos professores para o fracasso do planejamento inicial.A família não impõe limites!''É a televisão que educa as crianças". "Eles não estão a fim de nada, não tem jeito!". Quantas vezes você já não ouviu (ou proferiu) essas frases? Não há dúvidas de que boa parte do problema passa mesmo pela família, ausente e desestruturada pelos programas de TV, cada vez mais violentos, e pelo próprio jovem, cujo caráter ainda está em formação. Mas saber disso não resolve o problema.6 ASPECTOS METODOLÓGICOSO presente estudo ao se propor analisar as causas e efeitos da indisciplina que leva a violência na sala de aula na 4ª série do Ensino Fundamental. Sendo utilizada técnicas avaliativas, por esta permitir uma observação maior do tema em questão.6.1 Métodos"Empírico: para se obter informações empíricas recorrem-se a técnicas de coletas descritivas ou análises de conteúdos que utilizem os dados secundários obtidos por questionários e entrevistas."Fenomenológico: Consiste em mostrar o que é dado, não explica mediante leis, nem deduz a partir de princípios, mas considera imediatamente o que está presente à consciência o objeto.6.2 População e AmostraO objeto de será os indisciplinados em sala de aula.6.3 Etapas da Pesquisa"Levantamento bibliográfico e aprofundamento teórico-metodológico;"Vivenciar a prática docente e discente da indisciplina na sala de aula;"Organizar os registros feitos;" Elaboração da proposta;6.4 Coleta e análise dos dados.Trata-se de uma pesquisa fundamentalmente qualitativa, utilizarão como instrumentos básicos à observação e questionário. Pois estas técnicas melhor permitem fazer o registro das ações, práticas, gestos e fatos desses sujeitos. Assim, poderá se obter uma análise sobre a indisciplina na sala de aula.7 RECURSOS7.1 Recursos Humanos"Autores;"Professor;"Digitador;"Normatizador;"Encadernador;"Fotocopiador.7.2 Recursos Materiais."Papel A4;"Canetas;"Computador;"Impressora e demais hardwares;"Fotocopiadora;"Telefone;"Livros;"Jornais;"Revistas;"Internet.8 CRONOGRAMAATIVIDADES2009OUTUBRONOVEMBRODEZEMBRODiscussão inicial do projetoXXLeituras indicadas do projetoXXElaboração do projetoXXColeta e análise dos dadosXConclusão e apresentação do projetoXXREFERÊNCIASBRASIL, Lei nº 9.394 de 20 dezembro de 1996. Observatório do Universo Escolar e Ministério da Educação. 2001.FRELLER, Cíntia. In: NOVA ESCOLA. São Paulo: Jan  fev. 2002 . n. 149 .p.18.ZAGURY, Tânia. In: NOVA ESCOLA. São Paulo: jan  fev . 2002. n. 149. p. 18.
 
Avalie este artigo:
2 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Paulo Santana
Talvez você goste destes artigos também