A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO EDUCACIONAL E A GLOBALIZAÇÃO
 
A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO EDUCACIONAL E A GLOBALIZAÇÃO
 


RESUMO

Este trabalho apresenta uma abordagem sobre a importância da educação para a vida, frente aos desafios da globalização mostrando os caminhos para o desenvolvimento das sociedades, mostra também que a escola não é o único lugar onde se adquire conhecimento e sim a vivencia cotidiana que o ser humano pratica durante toda sua vida nos relacionamentos com os outros indivíduos e a família tem papel fundamental nesse processo, destaca também as sociedades com desenvolvimento avançados e com um grau de crescimento econômico desenvolvido chegando até mesmo a influenciar na questão demográfica, como é o caso dos paises da Europa Ocidental (Alemanha, França, Itália e ctc.). O trabalho destaca também o caso da Coréia do Sul e Brasil que na década de 60 eram iguais em termos econômicos, ou seja, subdesenvolvidos onde o Brasil levava vantagens em alguns aspectos como, por exemplo, em termos de crescimento econômico e ausência de guerras e hoje a Coréia está muito mais adiantada, justamente porque investiu em educação para o futuro do seu povo.

Palavras chave: Educação, Família, sociedade e Globalização.

1-Introdução

O estudo a respeito da globalização e a questão educacional nos levam a refletir sobre o papel que cada cidadão desempenha dentro das relações sociais, portanto devemos nos conscientizar de que a escola talvez não seja o único lugar onde a educação acontece, cada um de nós conhece e aprende, aplica e ensina o que presencia na realização do trabalho e nas relações sociais que se tem necessidade de comprovar o conhecimento na pratica do dia-a-dia, produzindo-o, nos termos e limites da sobrevivência. Esta é a própria dinâmica do conhecimento humano que se expressa pelas faculdades cognitivas dos indivíduos e suas dimensões sensoriais e motoras. O individuo compreende, trabalha e ensina o que sabe e o que vem, a saber, por todo um processo histórico de interação entre sua espécie, o meio ambiente e os objetos de trabalho. O aprendizado sistematizado do trabalho e do conhecimento deu origem à ciência enquanto aplicação pratica desse aprendizado.
Por educação estamos tratando do ato de educar, orientar, acompanhar, nortear, mas também o de trazer de dentro para fora as potencialidades do individuo, embora essa nobre tarefa seja levada em frente quase sempre em casa, algumas vezes no trabalho, muitas vezes entre amigos, queremos nos cingir aquela que é institucionalizada, na escola ou em projetos de educação. Na verdade essa prática é uma fração do modo de vida de grupos sociais, ou seja, a vivencia cotidiana contribui bastante para a formação do ser humano afirma o autor Carlos Rodrigues Brandão e acrescenta que a educação ajuda a pensar tipos de homens e mais do que isso ajuda a criá-los através de passar de uns para os outros o saber que os constitui e legitima, principalmente dentro do processo de globalização onde os paises ou povos se integram a traves da interdependência.
O presente trabalho procura mostrar o processo de globalização e suas facetas, principalmente com relação a densidade demográfica, mostrando os paises ricos e pobres com relação ao processo educacional, finalizando é feita uma abordagem sobre o Brasil e Coréia do Sul que no passado tinham dados econômicos e sociais idênticos, porem na atualidade se tornaram diferentes devido a uma melhora substancial dos índices educacionais da Coréia do Sul.

2-O PAPEL DA FAMILIA
Por muito tempo, a família desempenhou o papel principal no processo da educação. Á medida que o tempo passa porem, embora continue exercendo grande influencia na formação das crianças e dos jovens como grande agencia de
socialização, ela vem perdendo bastante de suas funções pedagógicas. A educação dos filhos é uma das grandes finalidades da família. A escola completa a família, principalmente na função pedagógica, sendo assim, é de grande importância o entrosamento família ? escola na execução da tarefa educativa, infelizmente no Brasil o que observamos são pais que ao colocarem os filhos em
determinadas escolas se acham no direito de não acompanhar o desenvolvimento desses educandos, levando sérios problemas para o desenvolvimento da educação dos jovens e também para a escola que sofre com a lacuna deixada pelos pais.
A família exerce importante ação socializadora na formação da personalidade da criança, ocorrendo aí uma socialização baseada em contatos primários, mais efetivos, diretos e emocionais. A família é uma instituição basicamente conservadora, e como tal, no mundo de hoje, não tem encontrado condições de rápida adequação a nova realidade social que está inserida, é justamente ai que se encontra um dos principais aspectos de crises que abala a educação, o conceito de geração (pais e Filhos) é patente nas sociedades atuais, pelas gerações mais jovens dos valores e das normas impostas pelos mais velhos, ou seja a educação em diferentes momentos.

3-A GLOBALIZAÇÃO E O PROCESSO EDUCACIONAL

O autor Milton Santos em sua obra Metamorfose do espaço habitado Afirma que a verticalização educacional é um fator que diferencia as pessoas, de acordo com a educação de cada um e acrescenta quanto mais o ser humano se educa mais angustiado ele se torna devido às descobertas das mazelas sociais. Portanto a educação tem papel fundamental na vida dos seres humanos na medida em que torna as pessoas capazes, para enfrentar os desafios que a vida impõe porem a educação tem suas particularidades, já que a escola forma pessoas diferentes, por exemplo, a mesma escola que forma o ecologista, forma o que destrói a natureza, portanto o consumo é um dos fatores preponderante nessa relação para Marcos Sandrini da Revista de educação AEC a educação verdadeira deve enfrentar corajosamente a questão do consumismo, pois todos educandos e educadores estão envolvidos com o consumo, que é um assunto de fundamental importância para as sociedades modernas, pois o cidadão educado passa a consumir melhor os bens e serviços que são colocados a sua disposição, já que a educação é um dos fatores capaz de transformar mentalidades, pois um consumo de qualidade contribui para melhoria de vida da coletividade é o chamado consumo consciente,pois dentro de um mundo globalizado, a padronização do consumo é evidente e o processo educacional é capaz de transformar o cidadão para consumir realmente aquilo que precisa sem exageros, com isso todos ganham, porem nas sociedades modernas esse consumo chega a ser de certa forma uma ameaça a todos quando a tecnologia cria novas formas a cada instante e descarta o que está ultrapassado é o que acontece nas sociedades desenvolvidas, chagando a ser uma dicotomia, já que nessas nações o grau de educação é bastante desenvolvido
A globalização da economia e políticas neoliberais exacerbadas, ao adotarem como norma a pura concorrência atingem diretamente o processo educativo de muitas maneiras. Elas criam novas maneiras de pensar e agir. Oferecem novas escalas de valores, pois o que vale é o que se pode vender e comprar e nesse sentido tudo vira mercadoria. Essas políticas de mercado, orientadas pelo lucro imediato, não levam em conta as diferenças culturais, o desenvolvimento sustentável e que os recursos naturais são perecíveis e esgotáveis, incentiva-se assim uma cultura de consumismo, do desperdício, da competição do sucesso a qualquer custo assentado sobre a ilusão de que a produção não teria limites. Um dos mecanismos mais perverso consiste na maneira de como o mercado realiza a apropriação do saber do conhecimento e da tecnologia. (texto base CF-1998)

4- O SISTEMA CAPITALISTA E O PROCESSO EDUCACIONAL

Dentro do sistema capitalista a educação é diferenciada, na medida em que as pessoas com maior poder aquisitivo recebem uma atenção maior do Estado e da sociedade e acabam galgando as melhores condições para a vida, já na outra ponta fica os menos favorecido, desprovidos de matérias necessários ao aprendizado, portanto estão de certa forma alijados do processo que os tornaria capazes de enfrentar as condições adversas que a vida lhes impõe.
A grande preocupação da escola muitas vezes e com a merenda, sim fator necessário para uma população pobre, porem não deve ser o objetivo final da escola, que deve primar pela qualidade, no entanto a merenda serve para suprir uma carência que a família não teve condições adequadas para garantir, aí já é uma questão social que deve ser trabalhada de forma oportuna que é a busca de melhores condições para as famílias.
A educação segundo Wiliam Vesentini é capaz de transformar uma sociedade, quando é bem administrada e com recursos necessários tanto materiais quanto humano, pois o Japão se transformou em uma grande potencia econômica em menos de 50 anos porque investiu em educação. Com o fim da segunda grande guerra mundial esse país ficou arrasado com os grandes bombardeios que recebeu porem se reergueu e se transformou em uma potencia através da educação, estas oito letras segundo o autor são capazes de controlar até o crescimento da prole (filhos), segundo ele os paises com maior grau de formação educacional são paises com menor crescimento populacional é o caso dos paises da Europa Ocidental dentre eles Itália, França e Alemanha, onde a população está estagnada, devido auto grau de formação, em contrapartida os paises Africanos e da América latina serão os grandes responsáveis pelo o aumento populacional do planeta no inicio desse século XXI. Neste sentido o autor está com a razão se observarmos em nossas cidades o numero de filhos vai diminuir quando nos aproximamos do centro da cidade, ou seja, nas periferias as famílias são maiores nos deixando uma grande lição, que nos paises ricos ou pobres existe uma elite que se apodera do conhecimento e dele faz uso que muitas vezes não é para o bem de todos é o caso da educação elitista.


5-BRASIL E CORÉIA DO SUL

Em fevereiro de 2005 a Revista Veja trouxe como matéria de capa a educação na Coréia do Sul e mostrou algumas formas que podem ser adotadas no Brasil. Mas porque a Coréia do Sul é porque é um país subdesenvolvido nos moldes do nosso país, pois já foram bastante parecidos. Em 1960 eram típicas nações do mundo subdesenvolvido atolados em índices socioeconômicos calamitosos e com taxas de analfabetismo que beiravam os 35%. Na época, a renda per capita (divisão da produção de tudo o que o país produz durante um ano) coreana equivalia a do Sudão (país africano): patinava em torno de 900 dólares por ano. Nesse aspecto o Brasil levava vantagem sua renda per capita era o dobro da coreana. A Coréia amargava ainda o trauma de uma guerra civil que deixou mais de um milhão de mortos e a economia em ruínas. Hoje passados quarenta anos um abismo separa as duas nações. A Coréia exibe uma economia fervilhante, capaz de triplicar de tamanho a cada década. Sua renda per capita cresceu dezenove vezes desde os anos 60e a sociedade atingiu um patamar de bem está invejável. Os Coreanos praticamente erradicaram o analfabetismo e colocaram 82% dos jovens na universidade. Já o Brasil mantém 13% de sua população analfabeta e tem apenas 18%dos seus jovens nas universidades. Sua renda per capita é menos da metade da renda per capita Coreana. Em suma o Brasil ficou para trás e a Coréia largou em disparada devido aos investimentos maciço em educação a diferença está no crescimento econômico, justamente pelo investimento em educação e o grande incentivo das famílias com seus educandos, dos investimento aplicados de forma correta e o que veremos a seguir nos sete itens sugerido ao Brasil, portanto veremos algumas dicas desse país asiático que cresce e distribui renda.
1-Concentrar os recursos públicos no ensino fundamental e não na universidade enquanto a qualidade nesse nível for sofrível.
2-Premiar os melhores alunos com bolsas e aulas extras para que desenvolva seu talento.
3-Racionalizar os recursos para dar melhores salários aos professores.
4-Investir em pólos universitários voltado para a área tecnológica.
5-Atrair dinheiro das empresas para a universidade produzindo pesquisa afinada com as demandas do mercado.
6-Estudar mais. Os brasileiros dedicam cinco horas por dia aos estudos, menos da metade do tempo dos coreanos.
7-Incentivar os pais a se tornarem assíduos participantes nos estudos dos filhos.

6-CONSIDERAÇÕES FINAIS.

A importância da educação nos leva a concordar com as experiências evidenciadas pelos autores que de certa forma contribuíram para a realização deste trabalho na medida em que buscaram analisar os fatos de forma critica, mas sem perder de vista os avanços que a educação desenvolveu, principalmente em nosso país diante das tecnologias empregadas, principalmente porque vivemos em um mundo globalizado, portanto existe um longo caminho a ser percorrido para que os frutos possam ser colhidos e estes passos vão depender de cada um ao assumir de fato a importância da educação no cotidiano sem perder de vista a valorização das pessoas e seus conhecimentos sejam eles brasileiros ou de outros paises com culturas e costumes diferentes unidos pelo processo de globalização que muitas vezes contribui para o desenvolvimento quando é bem administrado pela sociedade, porem pode trazer malefícios sociais na medida em que quebra barreiras e despreza o conhecimento próprio,o ideal segundo Paulo Freire com a pedagogia da Libertação é utilizar o conhecimento prévio do aluno aperfeiçoando para a produção de um conhecimento maior.

7-BIBLIOGRAFIA

SANTOS, Milton. Metamorfose de Espaço Habitado 5 ed. Contexto. São Paulo 1988
Revista de educação AEC Janeiro de 2004
Texto Base da CF-1988
Revista Veja Fevereiro de 2005
BRANDAO, Rodrigues Carlos. O que é Educação Ed. Brasiliense Coleção primeiros Passos
VESENTINI, José William. Sociedade e Espaço. Geografia geral e do Brasil. S. Paulo: Ática
 
Avalie este artigo:
(2 de 5)
13 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Jose Erisvaldo Barros
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Jose Erisvaldo Barros: É professor do Ensino Médio e Superior, atualmente atua como docente na Universidade Vale do Acaraú Amapá. É Graduado em Geografia pela Universidade Fedral do Amapá-UNIFAP com pos graduação em Gestão Ambiental pela Faculdade de Macapá-FAMA e Coodenação Pedagogica pelo ...
Membro desde março de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: