A IMPORTÂNCIA DA RECREAÇÃO NA ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON DO MUNICIPIO DE ROSÁRIO OES...
 
A IMPORTÂNCIA DA RECREAÇÃO NA ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON DO MUNICIPIO DE ROSÁRIO OESTE, MATO GROSSO.
 


1. INTRODUÇÃO
A recreação na escola é talvez o mais antigo trabalho de recreação que se tem conhecimento, os professores de sala e os professores de Educação Física desenvolviam atividade simples com intuito de desenvolvimento psicomotor e cultural dos alunos. Há uma grande diferença entre uma aula e um momento de recreação durante a aula, pois na aula sempre estará presente o objetivo cultural ou formativo, enquanto a recreação, como já vem, tem como objetivo apenas o fato de recrear. Neste caso, o espírito é muito mais lúdico, realizando atividades simplesmente em busca do prazer da diversão. (CAVALLARI,& ZACARIAS 2001, p 14).
A recreação é uma prática prazerosa em que os alunos participam de atividades descontraídas ela é uma importante estratégia de inclusão e socialização, pois desenvolve as habilidades psicomotoras das crianças e, esse processo de educação se dá através da convivência dentro de locais especializados que transmitem valores indiretamente (NOGUEIRA & MARTINEZ 2008, p. l).
A recreação deve ser encarada pelo praticante como um fim em si mesma, sem que espere beneficio ou resultados específicos.A pessoa que busca sua recreação munca terá outro objetivo com sua pratica que não apenas o fato de se recrear (CAVALLARI,& ZACARIAS 2001,p 16).
A partir do momento que uma pessoa passa a concretizar essa vontade chamada lazer, ela está tendo sua recreação. Devemos observar que a recreação não é a atividade, mas sim o fato de estar-se concretizando esse anseio. Recreação é uma circunstância, uma atitude. (CAVALLARI,& ZACARIAS 2001, p 14).
Percebe-se através do estudo que as atividades recreativas contribui no desenvolvimento cognitivo e afetivo, da criança alem de estimular a criatividade, preparando para uma melhor condições de vida.
2.DESENVOLVIMENTO
Segundo MELLO ( 1989,p 31 ) A recreação, quando proposta de maneira significativa e leva a criança a vivenciar estimulo motores, seu raciocínio lógico esta sendo experimentado e solicitado. A relação com as outras crianças desenvolve aspectos emocionais e sociais. Os componentes de ordem cognitiva,afetiva e social acompanham o ato motor e,é diante de um quando com essas dimensões que a psicomotricidade deve atuar.
Portanto, a educação do corpo está intimamente ligada as atividades psicomotoras que caracterizam o homem, e, portanto, aos meios essenciais da Educação Física, esportiva e recreativa, deve integrar como atividade escolar regular, o currículo dos cursos de todos os graus de qualquer sistema de ensino do País. No ensino fundamental da 1ª a 4ª série, a Educação Física deve ser caracterizada por atividades físicas de caráter recreativo, de preferência as que favoreçam a consolidação de hábitos higiênicos, o desenvolvimento corporal e mental, a melhoria da aptidão física, o despertar do espírito comunitário, da criatividade, da sociabilização, além de outras atividades que concorrem para completar a formação da personalidade. (ASSIS 1998, p 08).
As atividades devem ser realizadas através de grupo separados masculino e feminino, será desenvolvidas atividades que visam o aperfeiçoamento onde serão estimulados a coordenação motora, destreza, flexibilidade, correr, trepar, rolar, equilibrar, através das atividades recreativas a criança quando exercita os desafio referente ao crescimento, torna cada vez mais hábil para enfrentar etapas futuras da vida adulta. A recreação beneficia diversos aspectos do desenvolvimento da crianças: social, emocional, lingüístico, cultural, motor,entre eles outros. Assim pode-se observar que a informação e a conveniência no meio social,interpretando os seus vários significados, são necessário para o desenvolvimento da criança. Por sua vez, a Educação Física deve ser entendida numa perspectiva política- filosófica.
3. CONCLUSÃO
O presente artigo apresentou consideração sobre a importância da recreação na escola percebeu que, a criança concebe o grupo em função das tarefas que o grupo pode realizar, dos jogos a que pode entregar-se com seus colegas de grupo, e também das contestações, dos conflitos que podem surgir nos jogos onde existem duas equipes antagônicas. Conclui que cabe aos profissionais de Educação Física proporcionar uma recreação de qualidade que beneficio de uma forma ampla, levando o praticante de recreação a estado psicológico positivo e ao prazer.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ASSIS, O.Z.M. O Jogo. 2º Edição, Editora Revista Brasileira de Medicina no Esporte 1998.
CAVALLARI, V. R & ZACHARIA V. Trabalhando com Recreação 5° Edição Editora e ampliada São Paulo: Ícone 2001.
MELLO.A. M. Pscomotrocidade Educação Física, Jogos Infantis .3°Edição São Paulo Ibrasa, 1989.
MOREIRA, E. C. Educação Física Escolar: desafia e propostas Jundiaí, SP: Editora Fontoura,2004.
NOGUEIRA, J. E. & MARTINEZ, L. R. M. Recreação e socialização no âmbito escolar. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 13. n°. 120. Maio de 2008.
 
Avalie este artigo:
4 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Jailson Bomfim
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Tenho 42 anos, sou Professor de Educação Física, formado em 1991 e desde então trabalho na area. Ja lecionei em escolas Publicas, Privadas e atualmente sou Professor Universitario. Sou coordenador do Curso de Educação Fisica Licenciatura da FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE, na cidade de Sorriso-MT.
Membro desde dezembro de 2009
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: