A importância da ética na vida profissional
 
A importância da ética na vida profissional
 


A IMPORTÂNCIA DA ÉTICA NA VIDA PROFISSIONAL

 

DEYVID MORAIS DA SILVA

 

 

RESUMO

Este artigo pretende esclarecer o sentido de ética abordando o seu significado filosófico, a ética na conduta humana até a sua importância na vida profissional. Questionamentos comuns como: O que é ética? O que são virtudes? E qual a importância da ética na vida profissional? Será respondida de maneiras simples e de fácil compreensão no decorrer deste artigo.

 

PALAVRAS-CHAVE: ética  virtude  conduta  sociedade  profissional

 ABSTRACT

This article aims to clarify the meaning of ethics addressing its philosophical meaning, ethics in human behavior to its importance in life. Common questions like: What is ethics? What are virtues? And what is the importance of ethics in professional life? It will be answered in simple ways and easily understood throughout this article.

 

KEY WORDS: ethics - virtue - conduct - Society  Professional.

 

UM POUCO DE HISTÓRIA

A palavra ética provem do grego ethos tendo como significado modo de ser, caráter. Ao traduzir para o latim ethos quer dizer Mos que significa costume, palavra esta que surgiu a moral. Apesar de a palavra ethos ter surgido na Grécia em seu auge filosófico o seu significado já havia sendo cultuado a milhares de anos antes, pois é de necessidade humana a convivência harmônica entre si.

 

Chauí (2002, p. 341) diz que:

As questões socráticas inauguram a ética ou filosofia moral, porque definem o campo no qual valores e obrigações morais podem ser estabelecidos, ao encontrar seu ponto de partida: a consciência do agente moral. É sujeito ético moral somente aquele que sabe o que faz, conhece as causas e os fins de sua ação, o significado de suas intenções e de suas atitudes e a essência dos valores morais. Sócrates afirma que apenas o ignorante é vicioso e incapaz de virtude, pois quem sabe o que é bem não poderá deixar de agir virtuosamente.

 

É comum ligarmos o sentido de ética com palavras como justo, honesto, correto entre outros adjetivos. Porém é necessário conhecermos os costumes e cultura de uma sociedade para que possamos julgar ético ou não a conduta de um membro da mesma. Portanto a ética é basicamente constituída pelos valores e obrigações que formam o conteúdo das condutas morais, isto é, as virtudes. Estas são realizadas pelo sujeito moral, ou seja, a pessoa, principal constituinte da existência ética.

 

Chauí (2002, p.336) entende que:

 

Frequentemente, não notamos a origem cultural dos valores éticos, do senso moral e da consciência moral, porque somos educados (cultuados) para eles e neles, como se fossem naturais ou fáticos, existentes em si e por si mesmos. Para garantir a manutenção dos padrões morais através do tempo e sua continuidade de geração a geração, as sociedades tendem a naturalizá-los. A naturalização da existência moral esconde, portanto, o mais importante da ética:o fato de ela ser criação histórico-cultural.

 

 

 

 

 

A ÉTICA NA CONDUTA HUMANA

Como pode ser compreendido no tópico anterior, o significado da ética está inteiramente ligado a ações e relações entre o ser e a sociedade, porém são essas ações que manifestadas pelo individuo terão uma repercussão para com mesma. Por fim podemos denominar essas ações como conduta ética ou conduta humana. Para que haja conduta ética ou conduta humana é necessário que cada sujeito membro de uma sociedade distinga entre o certo e o errado, o bem e o mal, o permitido e o proibido entre outros.

Porém para que esse sujeito possa existir é necessário que preencha alguns requisitos os quais são:

 

  • Ser consciente de si e dos outros
  • Ser dotado de vontades
  • Ser responsável
  • Ser livre

 

Por esses fatos, podemos constatar que o homem desde o princípio de sua gestão social se vê obrigado a seguir alguns deveres impostos pela sociedade a fim de trazer a virtude, a excelência moral a vida de seus próprios membros.Chauí (2002, p.342) afirma que:

A ética, portanto, era concebida como educação do caráter do sujeito moral para dominar racionalmente impulsos, apetites e desejos, para orientar a vontade rumo ao bem e a felicidade, e para formá-lo como membro da coletividade sóciopolítica. Sua finalidade era a harmonia entre o caráter do sujeito virtuoso e os valores coletivos que também deveriam ser virtuosos.

 

A IMPORTÂNCIA DA ÉTICA NA VIDA PROFISSIONAL

Normalmente a ética é definia pelo senso comum como um conjunto de regras que devem ser cumpridas para o bem-estar de toda uma equipe de profissionais e entre profissionais e clientes sendo assim sinônimo de respeito consigo mesmo e com o próximo.

Porém o sentido de ética profissional não se resume apenas as condutas normativas que devem ser postas em pratica como se fossem regras extremamente ditatórias, mas sim a um conjunto de virtudes que fluem do superego do profissional as quais podemos tirar como exemplos são:

 

 

  • HONESTIDADE
  • COMPETÊNCIA
  • COMPREENSÃO
  • ÓTIMISMO
  • SIGILO
  • PRUDÊNCIA
  • HUMILDADE
  • RESPONSABILIADE

 

Formando assim qualidades pessoais que condizem nos valores do homem, tornando-o um profissional com alto gral de excelência. Lopes de Sá (1998, p. 126) afirma que:

Observada em tese, em seu sentido geral, a profissão, como exercício habitual de uma tarefa, a serviço de outras pessoas, insere-se no complexo da sociedade como uma atividade especifica.Trazendo tal prática benefícios recíprocos a quem recebe o fruto do trabalho, também exige, nessas relações, a preservação de uma conduta condizente com os princípios éticos específicos.

CONCLUSÃO

Podemos concluir que a palavra ética mesmo em seu significado  etimológico quanto na ação que a mesma dá sentido, tem como objetivo fazer com que o homem se sinta na responsabilidade de apresentar virtudes, as quais podemos denominar de conduta. As somas das condutas de várias pessoas resultam em uma sociedade sadia, coerente e responsável. Não é diferente na vida profissional, onde todos têm que trabalhar em perfeita harmonia para que os objetivos de cada integrante sejam alcançados com plenos êxitos. Assim pode-se afirmar que a ética é indispensável tanto na vida social como consequentemente na vida profissional.

 

REFERÊNCIAS:

-CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 12 ed - São Paulo: Ática  2002.

-Sá, Antonio Lopes, Ética Profissional. 2 ed  São Paulo:Atlas S.A.  1998.

-http//www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=1144, acesso em: 10/09/2009 às 21:11:46.

 
Avalie este artigo:
(4 de 5)
10 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
REFERÊNCIAS: -CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 12 ed - São Paulo: Ática ? 2002. -Sá, Antonio Lopes, Ética Profissional. 2 ed ? São Paulo:Atlas S.A. ? 1998. -http//www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=1144, acesso em: 10/09/2009 às 21:11:46.
Membro desde novembro de 2009
Facebook
Mais comentados
 
Mais lidos
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: