A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL NO 5° DEPARTAMENTO INTEGRADO DE POLICIA NA CIDADE D...
 
A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL NO 5° DEPARTAMENTO INTEGRADO DE POLICIA NA CIDADE DE MANAUS
 


Cleomara Souto Maia

Resumo:

O presente trabalho de pesquisa tem como objetivoContextualizar a Pràtica Profissional do Assistente Social na área da Segurança Pública, situado no 5º Departamento Integrado de Policia no Bairro Santo Antonio. A analise é de natureza dialética, que procura estudar o entendimento e descrever a atuação do Profissional ora mediador, ora interventor , nosso objeto de estudo está centrado na pratica profissional do Assistente Social, que atua na área da Segurança Pública, junto a outros profissionais, o estudo da pesquisa realizada será qualitativa e quantitativa através da observação participativa do pesquisador e também para seu procedimentos metodológicos será utilizado referenciais teóricos relacionado ao tema proposto, o presente trabalho será apresentado em duas partes, onde no Primeiro momento iremos relatar A Atuação Profissional do Assistente Social na Segurança Pública e seu Cotidiano. Segundo momento procurará demonstrar o profissional Assistente Sociais em Visitas Domiciliares e seus Instrumentos de Trabalho. Neste instante poder-se analisar suas dimençoes e necessidades pessoais e coletivas, através das problematicas sociais foianalisado a necessidade do profissional atuar na segurança pública, diretamente nas Delegacias da Cidade de Manaus, onde ocorre conflitos sociais, ou seja, problemas não do cunho policial e sim social, este trabalho cientifico foi elaborado com dados relevantes ao tema abordado e relatos de experiencias empirica do profissional.

Palavras Chaves: Segurança Pública, atuação do Assistente Social, problemas sociais, redução de violência, Comunidade.

INTRODUÇÃO:

O Departamento Integrada de Policia (DIP) é uma delegacia localizada no Bairro de Santo Antonio na Cidade de Manaus, seus serviços são oferecidos para a população Manauara, mais precisamente para Sua Zona de Atuação, que seria os seguintes bairros, Santo Antonio, São Jorge, Compensa, Vila da Prata, São Raimundo, Gloria, a delegacia hoje encontra-se climatizada, ou seja toda estruturada, houve uma integração entre a Policia Civil e Policia Militar e a implantação do Projeto Ame a Vida, com profissionais Assistentes Sociais e Psicólogos, oferecendo serviços de cunho social, tendo como objetivo promover o bem estar da população, através de Prevenção, Acompanhamento, e Segurança aos moradores da Zona de Atuação.

O trabalho pesquisado se trata como o profissional Assistente Social desenvolve suas ações no 5° Departamento Integrado de Policial, (DIP) este processo de construção se deu inicio em 29 de outubro de 2007, as ações executadas pela profissional é gratificante para a população que reside na zona de atuação deste DIP . Os resultados deste processo aparecem através das ações e resultados obtidos.

Deste modo, o processo de formação que envolveu a construção e o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes de sujeitos capazes de analisar e posicionar-se criticamente em relação ao cotidiano do seu trabalho profissional, produzimos como fruto desta experiência, uma reflexão sobre os limites e as possibilidades que esta profissão Serviço Social tem oportunidade de mostrar seu trabalho, vale ressaltar que a nível de Amazonas este profissional é pioneiro neste campo de atuação . Nesse sentido, a Secretaria de Estado de Assistência Social com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e a Policia Civil do Estado do Amazonas busca somar esforço para a construção do Projeto Ame a Vida, ser implantando nas Unidades Policiais, abrindo espaços para o profissional Assistente Social atuar nas Delegacias e Cicons para contribuir para a redução dos índices de violência e criminalidade na Cidade de Manaus.

A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL NA SEGURANÇA PÚBLICA E SEU COTIDIANO.

A Assistente Social executa suas ações no 5º Departamento Integrado de Policia, tendo como estrutura física dois pavimentos no qual um se instala a Policia Civil e outro a Policia Militar, temos 1 Delegado Titular, 1 Delegado Adjunto, 4 Delegados Plantonistas sendo 1 em cada plantão, 1 investigador e 1 escrivão em cada plantão,e uma equipe da Policia Militar sendo que o Major comanda a policia milita, sala do arquivo morto, conforto masculino e feminino, Armamento, Refeitório, conforto dos sargentos, sala de investigação, sala Assistência Psicossocial, cartório, recepção, 4 agentes comunitários 2 banheiros para clientes sendo 1 para deficiente, a Delegacia funciona 24 horas, e sua finalidade é prestar serviço de Segurança Pública e Serviço Psicossocial para a comunidade e qualquer indivíduos ou grupos que dele precisar visando o bem estar da população.

A atuação do profissional Assistente Social no 5º Departamento Integrado de Policia é gratificante e se faz necessário para a população Manauara, pois através de suas intervenções e ações sociais envolvendo teoria e prática pudemos informar que suas atividades são relevantes neste campo, através das experiências contidas trabalhamos as demandas e a comunidade através de visitas domiciliares, ou seja, atendemos os problemas sociais e acompanhamos caso a caso, com base em dados empíricos em minha própria atuação

Exemplifico algumas ações no meu cotidiano, quando o caso é relacionado a maus tratos contra idoso, acompanhamos o idoso através da visita de rotina, realizamos pesquisa através de relatos de vizinhos para constatar se a´ maus tratos, convocamos as partes envolvidas e orientamos embasado no Estatuto do Idoso e nosso Código de Ética, caso contrario não haja mudança da parte do agressor, enviamos um relatorio social e encaminhamos a Delegacia do Idoso, para as devidas providencias cabíveis, e diariamente entramos em contato com o setor para saber- mos o andamento do caso.

Caso de Dependência Química, quando o usuário não quer se tratar, a familia vai em busca de ajuda, orientamos e escutamos o individuo, pois sabe-se que somente são internado o individuo ou grupos que aceita o tratamento, as clinicas de reabilitação não possuem muros, são abertas, ficando somente quem tiver ciência da necessidade de ser tratado á dependência químico, mediante os critérios das clinicas de reabilitação realizamos visitas domiciliares para continuar-mos o trabalho de sensibilização, quando o dependente percebe a importância da internação, ou seja, do tratamento, enviamos o relatorio com parecer social para a Secretaria Estadual de Assistência Social ( SEAS), onde através de parceria conseguimos o tratamento para o dependente químico sem custo, tendo como critério das comunidades de reabilitação; exames clínicos, odontológico, reuniões em grupo de apoio e atestado de psiquiátrico afirmando que o individuo pode ser inserido ao grupo/comunidade, desta forma não coloca em risco o tratamento dos demais que lá já se encontram.

Segundo Iamamoto (p.28,2004): "Os Assistentes Sociais trabalham com a questão social nas suas mais variadas expressões quotidianas, tais como os indivíduos as experimentam no trabalho, na família, na área habitacional, na saúde, na assistência social publico etc. [...]".

Sabe-se que o Assistente Social, realiza suas atividades profissionais em parcerias e redes, ou seja, viabilizando os direitos dos indivíduos, através dos conhecimentos científicos, embasados nas Leis como:Estatuto da Criança e Adolescente, Estatuto do Idoso, Lei Trabalhista, Sistema Único de Saúde, Lei de Diretrizes, Lei Maria da Penha e outros, pois os casos demandados são diversos, por isso o profissional deverá ser dinâmico e criativo e principalmente possuir um conhecimento teórico histórico metodológico e científico e seguir seu código de ética.

Com relação às parcerias e redes obtidas no decorrer de nossas ações sociais para com a comunidade, pudemos firmar que alcançamos resultados significantes onde encaminhamos ao setor de competência e acompanhamos os casos sociais demandados. Segundo (HILL p.25,1980) afirma que:

" [...]. Os Assistentes Sociais não trabalham isoladamente, mas formam parte de uma sociedade dentre da qual a atividade que realizam desfruta de um certo grau de reconhecimento, em comparação com outros grupos profissionais [...]".

Sabe-se que o Assistente Social é um viabilizador de direitos. Segundo Iamamoto (p.67,2004) relata que[...] . Viabiliza o acesso não só a recursos matérias, mas as ações implementadas incidem sobre as condições de sobrevivência social dessa população. [...] ao viabilizarmos o uso de recursos legais em prol da sociedade civil, ampliamos o acesso a informações ao indivíduos e ou grupos para que tenham conhecimento de seus direitos e deveres e então possam lutar por eles. Segundo Iamamoto (2004,p. 69) diz que;

[...] O Assistente Social é, neste sentido, um intelectual contribui, junto com inúmeros outros protagonistas, na criação de consensos na sociedade :[...]é consenso em torno de interesse de classes fundamentais, sejam dominantes ou subalternas, contribuindo no reforço da hegemonia vigente ou criação de uma contra-hegemonia no cenário da vida social.

Quando entrevistamos os clientes, analisamos em seus relatos a dimensão do problema e o motivo que os levou a procurar o Serviço Social na Delegacia, neste instante percebe-se a importância de acompanhar e/ou encaminhamos, pois sabe-se que o cliente sempre vai em busca de soluções para seus conflitos e o Assistente Social encontra-se dispostos a dar resposta ao problema demandado, se a demanda for cliente que seja paciente do Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, entramos em contato com a familia e acompanhamos in loco ao Centro Psiquiátrico para uma avaliação, e depois do diagnostico do medico acompanhamos o caso onde trabalhamos a familia em contexto geral, através de orientação e acompanhamento, entretanto no decorrer do trabalho dinâmico, foi construído as seguintes parcerias para ajudar nas suas ações a executar, demonstramos algumas das quais trabalhamos em redes; Delegacia da Mulher, Serviço de Atenção a Mulher Sapem, (SEAS) Secretaria Estadual de Assistência Social, Conselho Tutelar Zona Oeste, IML Instituto Médico Legal, Cras, Savvis Serviços de Atendimento á Vitima de Violência Sexual, Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, Lar Batista Jannel Dolly, Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais, Urbam, Grupo de Apoio a Dependentes Químicos (GRUPO VIDA), Delegacia Especializada em Crimes Contra Pessoa Idosa, S.O.S. Funeral, Defensória Pública, Pam Codajás, Vila Olímpica, Centro de Recuperação Recanto da Paz, Fazenda Esperança, Seduc, S.P.A`s , Núcleo de Prática Juridica do Ciesa, CAIC`s, Central Social de Resgate, IACA's do Santo Antônio, Centro de Formação Vida Alegre, Núcleo de Apoio às Famílias  NAF, Justiça do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Maternidade Moura Tapajós, Associação Comunitária Gurgel, Centro de Recuperação Revide, Delegacia Especializada em Apuração de Atos Inflacionais e outros. Segundo Iamamoto (2004, p.64,).

[...], o Assistente Social detém a sua força de trabalho especializada, força essa que é mera capacidade. Ela só se transforma em trabalho quando consumida ou acionada, quando aliada ás condições necessárias para que o trabalho se efetive, aos meios e objetos de trabalho. [...].

É necessário ressaltar que o profissional Assistente Social não realiza seu trabalho/ ações sociais isoladamente, mas sim em parceria conjuntamente seja empresas ou instituições governamentais parcerias e outros. Onde podemos afirmar que temos o apoio da Policia Civil e Policia Militar, citamos o Delegado Titular, Delegado Adjunto, Delegados Plantonistas, Delegado da Seccional, quando se faz necessário nas ações que tange periculosidade podemos exemplificar, as visitas domiciliares em locais que nos coloquem em risco, os delegados, investigadores,Policia Militar e outros acompanham in loco nestas ações sociais, deixando sempre o Assistente Social executar suas ações não interferindo em seu trabalho, vale enfatizar que a Policia Civil e Militar aceitaram muito bem o profissional Assistente Social e desta forma poder dividir suas demandas,no que tange casos sociais.

O Serviço Social é uma profissão legitimada socialmente, isto significa que ele tem uma função social. As profissões são criadas para responderem às necessidades dos homens. Necessidades essas que os afligem, ou seja, os problemas sociais estão em toda parte seja na saúde, como na educação, na comunidade, na família, mas o profissional Assistente Social com seu arcabouço teórico e metodológico e ético-politico produz mudança social, mediando às necessidades do usuário e as ofertas dos serviços e ora intervindo neste campo, com competência desempenho e capacidade, utilizando em sua prática todo seu conhecimento. A esse respeito Iamamoto (2004:148), estabelece que seja importante observar:

É neste sentido que a formação profissional deve viabilizar condições para que os novos Assistentes Sociais sejam sensíveis e solidários ao processo de criação de uma nova cidadania, como estratégia política de gestão de uma cultura pública democrática,contrapondo-se ao culto ao individualismo,à linguagem do mercado,ao "ethos"da pos modernidade[...].

Sabe-se que a policia não pode lidar, sozinha, com os problemas da sociedade, pois é neste momento que perceberam a necessidade de implantar o Projeto Ame a Vida, onde trabalhamos as questões sociais em suas mais variadas expressões cotidianas, onde envolve sujeitos que vivencia há todos os instantes as desigualdades sociais que procuram os serviços nas delegacias, neste momento são direcionadas para o Serviço Social.

Segundo Senasp (2007,p.129): "A policia tem percebido que não é possível mais fingir que sozinha consegue dar conta de todos os problemas de segurança. A comunidade precisa policiar a si mesma e a policia pode (ou deve) ajudar e orientar esta tarefa".

Para construção de uma sociedade mais esclarecida e justa devemos executar as ações desenvolvidas para a comunidade e prover uma resposta de fortalecimento onde trabalhamos a PREVÊNÇÃO através de Palestras, oficinas temáticas, acompanhamento de caso, convocação das partes envolvidas, parecer social, orientação social, manifestações comunitárias, Seminários, Caminhadas, visitas institucionais e domiciliares, passeatas contra a violência junto as Escolas Estaduais, Municipais e as comunidades, acompanhamento através de contatos telefônicos, acompanhamento de caso in loco, onde se trabalha a família em contexto geral, buscadoescutar e orientar os membros que compõe, retorno social, contatos via telefone, termo de bom viver, internação para tratamento de dependência química, tratamento e acompanhamento de dependência á bebida alcoólica, encaminhamentos, audiência, evento comunitário, manifestações comunitárias, blitz, caravana da cidadania, relatório de estudo sócio-famíliar e outros.

Outro aspecto a tratar são as ações solicitadas pelas Escolas Estaduais e Municipais onde intervimos junto o conselheiro tutelar da Zona Oeste, Zonas de atuação trabalhadas, (São Raimundo, Santo Antonio, Gloria, Vila da Prata, São Jorge, Compensa), mais vele ressaltar que se atendem sujeitos de qualquer localidade, ou seja, de qualquer zona, o importante é desenvolver o trabalho social provendo resultados eficiente[1] e eficaz[2], que possa ser estabelecido a qualidades nos atendimentos ou de qualquer serviço oferecido á população, devendo ter caráter democrático com o controle social através de participação popular, participações essas que são de suma importância, para os indivíduos ou grupos, saberem a respeito das decisões que são tomadas, visando sempre o bem estar da população. , afirma Bravo (1996:16):

O Serviço Social, como as demais práticas profissionais, não se explica apenas pelas atividades que exerce; sua elucidação precisa ser vinculada a totalidade social. Um dos desafios do Serviço Social é esse desvendamento, no sentido de que sejam percebidas algumas lacunas existentes na produção de conhecimentos e na prática profissional, para que possam ser traçadas alternativas de ação mais conseqüentes.

Neste contexto, o Serviço Social emerge como uma profissão de caráter interventivo, que se utiliza do instrumental cientifico multidisciplinar das Ciências Humanas e Sociais para a analise e intervenção em situações da realidade social em que estão presentes os reflexos das questões sociais, esta profissão traz novos desafios para a atuação no campo da Segurança Pública.

A responsabilidade de construir o novo espaço e se fazer necessário neste campo de atuação é uma proposta com vistas a contribuir para redução dos índices de violência e criminalidade em Manaus.onde oAssistente Social, trabalha para a comunidade e com a comunidade, ao analisarmos as demandas encaminhadas ao Serviço Social percebemos que este profissional possui um trabalho de grande porte, no momento que a comunidadeprocura seus serviços. Segundo Iamamoto (p. 55, 2004) afirma que:

[...] o Serviço Social não atua apenas sobre a realidade, mas atua na realidade. Nesta perspectiva, compreende-se que as analises de conjunturas com o foco privilegiado na questão social, não são apenas o pano de fundo que emolduram o exercício profissional; ao contrario, são partes constitutivas da configuração do trabalho do Serviço Social [...].

Os valores e princípios éticos-políticos, são os resultados obtidos das ações, são sobre tudo, frutos do compromisso, da responsabilidade e da transparência do trabalho realizado para os indivíduos ou grupos que vão em busca de resposta deste profissional, que luta e tenta despertar aos indivíduos ou grupos, uma condição de vida mais digna é por conta deste propósito, que seu objetivo é contribuir para a redução de violência e criminalidade na Cidade de Manaus, onde contribuirá ampliando acesso e informações aos indivíduos, trabalhando os casos demandados e procurados pela própria comunidade para solucionar os problemas sociais ocorridos a questão da mobilização da sociedade em função de suas reivindicações Peruzzo (1998: 25) trás sua contribuição afirmando que:

Determinadas manifestações em defesa da vida adquirem dimensões significativas em nossos dias. Isto pode ser encarado como um despertar de pessoas, de camadas sociais e de povos inteiros em busca de condições de vida mais dignas, pautadas pelo desejo de interferir no processo histórico, sua vontade de posicionar-se como sujeitos e seu anseio de realizar-se como espécie humana.

Ao relatar as experiências vivenciadas, pudemos citar que o profissional Assistente Social, demonstra sua atuação e resultados das ações realizadas em seu cotidiano, isto é gratificante pois a população demonstra e ressalta o privilegio de ter este profissional na Segurança Pública, vale enfatizar que os problemas sociais demandados são acompanhados até serem solucionados, pois se trabalha com resultados obtidos e acompanhamentos de casos e grupos.

Ao analisar o profissional Assistente Social passa a ser exigido em sua profissão no seu trabalho cotidiano uma competência no desempenho de suas ações, pois não basta somente se qualificar, tem que utilizar criatividade para as respostas na dinâmica de seu trabalho.

Sendo assim, o Assistente Social deve com sua competência já citada, construir habilidades e atitudes que possa demonstrar sua capacidade de enfrentar problemas sociais, que ocorre na profissão, podendo se utilizar de sua inteligência e prática e articulação para construção de seu cotidiano, na expectativa de Souza et al. Azeredo (2004:53) afirma que:

Não somente a formação vem sofrendo ao longo dos últimos anos reformulações que visem dar conta dessas necessidades, como dentro da categoria profissional existe uma clara tendência a buscar qualificação permanente. No entanto, em se tratando do discurso da competência, vemos que somente essa qualificação não dá conta do que se espera de uma profissional de Serviço Social hoje [...].

Ao abordar o profissional Assistente Social visualizamos as demandas, e esta relacionado à conflitos familiares, convocamos as partes envolvidas para trabalharmos em contexto geral, conflitos entre visinhos trabalhamos o caso que os levou a procurar o serviço oferecido, maus tratos contra idosos acompanhamos in loco o caso através de visitas domiciliares se necessário acompanhamos a Delegacia do Idoso e encaminhamos relatório social , dependentes químicos, este trabalho se inicia através de orientação, sensibilização onde o individuo percebe a necessidade de aceitar o tratamento, pois sabemos que as Comunidades de Recuperações são destinadas a usuários de drogas que queiram o tratamento, não existe muros só permanece no local realmente que esteja interessado no serviço de tratamento para Dependentes Químicos, outras demandas, o Profissional possuem parceria com a SEAS Secretaria Estadual de Assistência Social onde tem convenio com algumas entidades de recuperação, também são realizados encaminhamentos a grupos de auto-ajuda, para serem inseridos ao Grupo de Apoio.

ASSISTENTES SOCIAIS EM VISITAS DOMICILIARES E SEUS INSTRUMENTOS DE TRABALHO:

Analisamos a importância das visitas domiciliares no nosso campo de ação, pois neste momento trabalhamos a prevenção, visto que, através dela, podemos avaliar as condições ambientais e físicas em que vive o indivíduo e sua família. Segundo Iamamoto (p. 62, 2004) vem colaborar informando que .

[...] Pesquisar e conhecer a realidade é conhecer o próprio objeto de trabalho, junto a qual se pretende induzir ou impulsionar um processo de mudanças [...] . É nesse campo que se dá o trabalho do Assistente Social , devendo apreender como a questão social em múltiplas expressões é experienciadas pelos sujeitos em suas vidas quotidianas.

Na perspectivas a investigação através das visitas domiciliares são realizadas para conhecer-mos in loco a problematica que a família vem passando, sabemos que temos alguns atributos profissionais, onde temos que ser competentes e dinâmicos, para propor novas formas de tratar os problemas, buscar transformar o contexto das atividades, para poder intervir junto ao sujeito no sentido de fortalecer sua autonomia e informar-lhe sobre seus direitos como cidadão, especialmente no que tange aos aspectos relacionados ao bem estar. Iamamoto designa que (p.56,2004).

[...] A investigação é tida como um "outro" componente, uma "outra" especialização, ou seja, "quando se tem oportunidade e condições se faz pesquisa". Além do mais existem entidade que a ela especificamente se dedicam, como a Universidades e os centros especializados. [...].

Encontramos vários limites no desenvolvimento da ação nesse campo, mas como pioneiros pudemos afirmar muitas ações positivas. Temos como contribuição para as comunidades atendidas, através da constatação e avaliação dos resultados, pelas lideranças, Delegados e a própria comunidade. Verificamos que o Profissional Assistente Social do Projeto Ame a Vida contribui para o crescimento da demanda pelos serviços do Programa, para subsidiar as ações da comunidade, garantindo o acesso à justiça gratuita, à informação sobre os direitos sociais e individuais, bem como o esclarecimento e acesso aos serviços que estimulam a construção da cidadania.

Quanto à atuação do Assistente Social na instituição 5º Departamento Policial de Integração, em relação às atribuições do profissional que atua frente às questões sociais uma delas podemos citar as visitas domiciliares, analisamos os conflitos familiares como uma das maiores demandas, oriundas de vícios, ( Drogas), violência contra mulher e outros, a comunidade procura o Assistente Social para denunciar a maus tratos seja contra criança e adolescente, a idosos e outros, trabalhamos sempre em parceria seja com Conselho Tutelar quando envolve criança e adolescente e outros órgãos competentes.

Realizamos visitas domiciliares, 2 (duas) vezes á semana, para acompanharmos o caso demandado e para trabalharmos a Prevenção, in loco para verificar a atual realidade, através da ação realizada orientamos as partes envolvidas, onde informamos os seus direitos a acessos e também informamos seus deveres enquanto cidadão, sempre embasado na coletânea de Lei, atualizada pelo Conselheiro do Conselho Regional de Serviço Social(CRESS) Assistente Social Lyncoln de Albuquerque Toledano Org, 2008.

O Profissional possuem em seu cotidiano alguns instrumentais de trabalho que é de suma importância em suas ações sociais, podemos citarseu caderno de campo, onde se coloca os resultados das visitas domiciliares, Ficha de Atendimento se coloca todos os dados coletados na hora da entrevista, encaminhamentos é um dos instrumentais que utilizamos para encaminhar o cliente ao local de competência, demonstrando seriedade no trabalho realizado, Declaração de Comparecimento para o cliente confirmar a sua presença, Relatórios Semanais e Mensais com as ações sociais, encaminhado para a coordenadora do Projeto Ame a Vida, Relatório e parecer social, livro de atas onde relatamos através da escrita os casos diários, convocação de comparecimento das partes envolvidas é de suma importância, pois é neste momento que o profissional Assistente Social tem a possibilidade de ouvir os dois lados da estória e assim intervir.

Os relatórios e parecer social é um dos instrumentais utilizado em seu cotidiano, pois é pedido por outros órgãos e ou instituições e dos próprios profissionais da Delegacia, para somar nas decisões cabíveis, os instrumentais técnicos são importantes, mais o que seria desses instrumentais sem o arcabouço-teórico e metodológico do profissional, e sua criatividade e competência já mencionada. A esse respeito, Iamamoto confirma (2004:62/63), que:

A noção estrita de instrumento como mero conjunto de técnicas se amplia para abranger o conhecimento como um meio de trabalho, sem o que esse trabalhador especializado não consegue efetuar sua atividade ou trabalho. As bases teórico-metodologicas são recursos essenciais que o Assistente Social aciona para exercer o seu trabalho: [...]

Sabemos que os instrumentais técnicos utilizados pelo Assistente Sociais, são importantes para o desenvolvimento de suas atividades, é utilizado para a ação que o Assistente Social desenvolve em seu cotidiano, utilizando sua criatividade para executar as atividades, em sua prática, o instrumental, não é utilizado sozinho, sendo preciso tanto a técnica como o instrumentais, ou seja, as entrevistas, relatórios sociais, reunião, observação participante, fichas de atendimentos, fichas sociais, encaminhamentos etc. a esse respeito, Ranciaro Apud Martinelli, (p.09, 2001), emite o seguinte conceito sobre os instrumentais técnicos utilizados pelo Assistente Social:

Concebemos instrumental como conjunto articulado de Instrumentos e Técnicas que permitem a Operacionalização da Ação profissional. [...].Disso decorre que o espaço da criatividade no uso do Instrumental, reside exatamente no uso da habilidade e técnica, portanto reside no agente [...].

Em relação às profissões, percebe-se o desenvolvimento de uma reflexão teórica e prática em uma área que pode ampliar os espaços de atuação dos profissionais. Pretende-se que essa experiência seja amplamente disseminada, seja no meio acadêmico e no interior das profissões.

ENQUANTO ATIVIDADES COMUNITÁRIAS REALIZADAS, PODEMOS DESTACAR:

Assessoria em assuntos relacionado a problemática social.

Fazer Serviço Social de Caso, Grupo e Comunidade.

Promover Programas de Ação Comunitária.

Orientação a clientes e encaminhamentos.

Atendimentos e esclarecimentos quanto a recursos institucionais á clientes.

Assessoria e orientação educacional aos alunos, junto o Conselho Tutelar.

Planejar e executar atividades de Serviço Social, voltada à comunidade.

Sensibilizar e orientar os pacientes dependentes de Drogas á aceitar o tratamento.

Acompanhamento aos Idosos em eventos de confraternização.

Acompanhamento a idosos através de visitas domiciliares de rotinas.

Participação das Profissionais na Inauguração no Centro de Convivência da Família.

Participação e integração na festa de confraternização do 5 Departamento Policial.

Mapeamentos dos bairros localizados na Zona Oeste.

Acompanhamentos dos casos sociais, demandados.

Palestras Educativas e Preventivas.

Acompanhamento in loco e por meio de comunicação telefone.

Acompanhamento e encaminhamentos ao Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro.

Caminhada pelo Dia Nacional do Meio Ambiente.

Encaminhamentos a Programas.

III Seminário Comunitário de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Blitz Educativa Enfrentamento Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Praças da Gloria e São Jorge, Ponta Negra, São Jorge (Igreja).

Caminhada contra VIOLÊNCIA.

Manifestação Comunitária de Combate à Dengue.

Caravana da Cidadania, realizada junto aos Delegados e Liderança Comunitária, Assistente Social, Psicóloga e a Comunidade e outros.

Encaminhamento e acompanhamento a Delegacia do Idoso e outros.CONSIDERAÇÕES FINAIS:

As atividades desenvolvidas no cotidiano pela profissional Assistente Social do projeto Ame a Vida, são de suma importância para a população Manauara, no qual proporciona oportunidade as famílias das comunidades da Zona Oeste, tendo como potencial pela busca da formação integral, com o aprimoramento de competências pessoas, sociais, produtivas e cognitivas através de intervenções, executando ações sociais desenvolvidas para a famíliacom o apoio da comunidade, para promover melhoria na qualidade de vida dos indivíduos.

Neste sentido, ao mesmo tempo em que se propõem serviços e benefícios é preciso atentar para os condicionantes vinculados aos ciclos de vida e aos determinantes conjunturais e estruturais que geram implicações na vida da população. Este duplo movimento promove um novo cenário de futuro quer quanto à quantidade, quer quanto à qualidade das suas condições de vida.

Pudemos analisar a importância do profissional Assistente Social em atividade de tal iniciativa para a sociedade, pois através de seu arcabouço teórico e metodológico, é que se pode desvelar as demandas sociais.

Percebemos a necessidade do profissional Assistente Social na Segurança Pública quando a comunidade representada pelos indivíduos vai à procura dos serviços oferecidos e principalmente ao retornarem para agradecer o serviço utilizado, este reconhecimento é gratificante para poder avaliar suas ações sócias desenvolvidas para com a população Manauara.Ressaltamos as Assistentes Sociais que executavam as atividades naquele referido ano 2007 e 2008: Assistente Social Cleomara Maia e Ezinete.

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BRAVO , Maria Inês de Souza. Serviço Social e Reforma Sanitária : lutas sociais e práticas profissionais . Rio de Janeiro : Cortez , 1996.

HILL,Ricardo. Metodologia básica em Serviço Social: considerações teóricas sobre a integração de métodos na América Latina . São Paulo. Ed. Moraes, 1980.

IAMAMOTO, Marilda Villela . O Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação profissional . 7. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

NORMAS,Técnicas Para Elaboração De Trabalhos De Graduação E Pós-Graduação, 2005.

PIACENTINI,Maria Tereza de Queiroz. . Eficiente, Eficaz e Efetivo. Disponível em Acesso em 27 de Novembro de 2006. matéria publicada em 01 de Fevereiro de 2003.

RACIARO, Maria Magela Mafra de Andrade. Os Instrumentais Técnicos: Operativos em Serviço Social.

SENASP, Curso Nacional de Promotor de Policia Comunitária / Grupo de trabalho, Portaria SENASP Nº 002/2007  Brasília  DF Secretaria Nacional de Segurança Publica  SENASP . 2007.

SOUZA, Rosany Barcellos de ; AZEREDO, Verônica Gonçalves . O Assistente Social e a ação competente : a dinâmica cotidiana Revista quadrimestral de Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2004.


[1]eficiente é aquilo ou aquele que chega ao resultado, que produz o seu efeito específico, mas com qualidade, com competência, com nenhum ou com o mínimo de erros.

[2] eficaz,então é o que realiza perfeitamente determinada tarefa ou função, que produz o resultado pretendido.

 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
13 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Cleomara Maia, Assistente Social Especialista em ?Gestão e Controle Social de Políticas Públicas?. Membro da Diretoria do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 15° Região -AM/RR. Pioneira do Projeto Ame a Vida na Segurança Pública 5° DIP, Conselheira Suplente; do Conselho Estadual de Assistência...
Membro desde abril de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: